O xeque mate de Lula no Ceará

A campanha de Ciro é a mais suja, desonesta, agressiva e mentirosa que já presenciei em muitos anos

Foto: Ricardo StuckertLula em Fortaleza
Lula em Fortaleza

 

Por Miguel do Rosário, jornalista, no Cafezinho 

A ruptura entre PT e PDT no Ceará pode ter gerado uma série de traumas e feridas políticas que demorarão a cicatrizar.

Do ponto-de-vista estritamente eleitoral, porém, trouxe algumas vantagens para Lula. O encontro realizado neste sábado, no Centro de Eventos de Fortaleza, é a prova.

Há separações que enfraquecem ou deprimem um dos lados, mas também há aquelas que libertam grande quantidade de energia. No caso da aliança entre petistas e o clã Ferreira Gomes, deu-se o último caso. A separação liberou forças que, aparentemente, queriam vir à luz há muito tempo.

O PDT também realizou sua convenção estadual há pouco, no ginásio do colégio Farias Brito. A comparação entre os dois eventos é cruel para o PDT.

O evento do PDT foi incrivelmente caótico, com os líderes partidários se acotovelando em pé, quase se machucando, suando em bicas, num tablado montado num dos cantos do ginásio. O som estava ruim, com eco. Ciro Gomes fez um discurso vitimista e raivoso, criticando o governo de seu próprio partido (Izolda Celas ainda era do PDT no momento em que ele falava). Ele sugere, ao final de sua fala, que o ex-governador Camilo Santana “frequenta os caminhos de Judas”. Uma coisa ridícula e constrangedora. E que serviu como gota d’água para muita gente. Camilo Santana, horas depois, veio às redes anunciar oficialmente a ruptura, lançando Elmano de Freitas para o governo. No dia seguinte, encontrou-se com o senador Cid Gomes, e anunciou a conversa nas redes, como a dizer: nos separamos, mas a amizade e o respeito continua. A governadora Izolda Cela, talvez também como reação às grosserias de Ciro na convenção, pediu desfiliação do PDT.

O presidente estadual do PDT-CE admitiu que Cid Gomes está incomunicável e que sequer visualiza seus whatsapps.

Ou seja, Cid está incomunicável apenas para os membros do PDT-CE que aceitaram o jogo de Ciro Gomes, mas não para Camilo Santana. É importante ter isso em mente.

Aliás, a convenção do PDT não contou com a presença de Cid e Ivo, confirmando notícias que circularam antes e depois, de que os irmãos de Ciro ficaram insatisfeitos com a forma pela qual o processo de sucessão foi conduzido.

O público do evento do PDT não deve ter chegado a duas mil pessoas.

A convenção do PT aconteceu numa das maiores e mais modernas instalações da América Latina, o Centro de Eventos de Fortaleza, que pertence à Secretaria de Cultura do Estado. As lideranças puderam discursar num palco organizado, com espaço para se movimentarem, sentarem-se e fazerem seus discursos com tranquilidade e conforto.

O público foi rigorosamente contabilizado pelos organizadores, e chegou a quase 25 mil pessoas! As imagens geradas são impressionantes.

A magnitude do evento deixou claro que a cúpula da campanha de Lula decidiu tratar o Ceará como uma de suas mais importantes bases políticas nessas eleições.

O Ceará tem 6,8 milhões de eleitores. Segundo uma pesquisa recente da Quaest, paga pelo PDT, Lula lidera no estado com 42% das intenções espontâneas, contra 14% de Bolsonaro e 3% de Ciro Gomes.

Para o governo do estado, o candidato com melhor pontuação na espontânea, o Capitão Wagner, tem apenas 6%.

Na estimulada, Lula tem 64% dos votos válidos no estado, contra 20% de Bolsonaro e 12% de Ciro.

Camilo Santana fez um discurso profundamente emocionado, com voz embargada. Chorou ao apresentar sua família. Fez uma homenagem corajosa à governadora Izolda Cela, que, segundo ele, deveria estar ali, ao lado dele. Pela maneira dele falar, isso não tardaria a acontecer. A filha da governadora, Luísa Cela, circulava pelo evento com uma camisa de Lula, e já começou a anunciar, em entrevistas, que “agora é Elmano”. O marido da governadora, o petista Veveu Arruda, que já foi prefeito de Sobral, é cotado para ser um dos coordenadores da campanha de Elmano, segundo informação da imprensa cearense.

Izolda Cela foi secretária de educação do governo do Ceará de 2007 a 2014, durante a administração Cid Gomes.

Santana mencionou ainda sua eterna gratidão para com o senador Cid Gomes, seu padrinho político, dizendo que sua amizade com ele se mantinha inabalável.

Ciro Gomes não foi citado, mas seu nome provavelmente vinha à mente de muitos dos presentes ou espectadores, sempre que Camilo ou Lula falavam em conduzir uma campanha de alto nível, propositiva, sem ataques sujos.

Aliás, hoje mesmo o Ciro aparece nas redes falando em “gabinete do ódio do PT”, e acusando o partido e sua militância de práticas “fascistas”.  O que é, evidentemente, mais uma irresponsabilidade de Ciro Gomes.

A campanha de Ciro é a mais suja, desonesta, agressiva e mentirosa que já presenciei em muitos anos.

Ciro não tem mais o que inventar sobre Lula e o PT. Dia sim, dia também, Ciro chama Lula de corrupto e ignorante, e a militância lulista de fascista.

Ninguém presta para Ciro Gomes.

Tanto Ciro como sua militância tocam a corneta do hipermoralismo, e qualquer um que decida apoiar Lula é porque se vendeu por um ministério, pela promessa de um cargo de confiança, uma verba na Secom. Outro dia, vi um militante cirista acrescentar mais uma razão: bolsa de estudos. Tem gente que vota em Lula pensando em… bolsa de estudos. Vejam só. Talvez muitos pensem em votar em Lula por uma razão ainda mais venal: um aumento de salário!

Os puros de espírito, os ciristas, eles votam em Ciro porque só ele tem um projeto. Só ele escreveu um livro. Comprem o livro!

Na entrevista de Ciro ao Globonews, ele é perguntado sobre os problemas no Ceará, que constituem mais um indicativo de que o ex-ministro não é tão bom de política assim. Então ele tenta se justificar da seguinte maneira: ele teria uma “razão superior”, “princípios”, enquanto outros políticos, como o ex-governador Camilo Santana, se deixariam corromper por um “carguinho” no ministério. É um desrespeito inacreditável.

A própria grosseria de Ciro explica a ruptura de Camilo.

Camilo foi eleito em 2018 com 80% dos votos, em primeiro turno. Seu governo é bem avaliado por 61% dos cearenses, segundo a Quaest paga pelo PDT. Nas pesquisas para o Senado, Camilo aparece com mais de 60% das intenções de voto. Se lembrarmos que Ciro hoje tem apenas 11% dos votos totais no Ceará, ainda segundo a última Quaest, então Camilo tem quase seis vezes mais eleitores que Ciro no estado!

Elmano de Freitas me causou boa impressão. Tem um sorriso enorme e franco. Filho de um pequeno agricultor e uma professora, fala de maneira simples e direta. Sua formação política, segundo ele mesmo explicou, vem dos movimentos sociais que lutam pela terra.

Ele parece abordar a política de uma maneira bem humorada e criativa.  Ao final de seu discurso, disse que havia acordado com uma canção de Roberto Carlos na cabeça. Imprimiu a letra e queria declamar os versos. Era a música Amigo, parceria entre Erasmo e Roberto Carlos (Roberto fez a letra e Erasmo musicou, aparentemente).

Declamou os versos com muita emoção.

Elmano também elogiou a governadora Izolda Cela e o senador Cid Gomes.

O ex-presidente Lula falou por último. Fez muitos elogios a Camilo Santana, e deu conselhos públicos a Elmano, de se manter sempre absolutamente leal ao ex-governador. Ficou bem claro que a escolha de Elmano veio diretamente de Camilo.

O que houve no Centro de Eventos de Fortaleza neste sábado ficará marcado na história do Ceará e do país. A magnitude do encontro lhe deu projeção nacional.

É quase certo que Elmano de Freitas aparecerá, em algumas semanas, como um candidato extremamente competitivo. A sua chapa já é aquela com maior tempo de TV, maior fundo partidário e eleitoral. Em poucos dias, já reuniu um grande número de aliados em prefeituras, outras legendas, movimentos sociais.

A imprensa cearense tem noticiado a defecção de vários prefeitos da campanha de Roberto Claudio, muitos deles se desfiliando publicamente do PDT, para declarar apoio a Elmano e a Lula.

A presença de Camilo Santana na chapa de Elmano é um de seus principais trunfos. Com a força política que acumulou em dois mandatos consecutivos no comando do estado, Camilo não terá muita dificuldade em levar Elmano ao segundo turno.

Quanto a Roberto Claudio, a tendência de sua campanha, a partir de agora, é desidratar. Perdeu o apoio de uma governadora de Estado, que era do próprio partido. Perdeu o senador Camilo Santana. Nem o senador Cid Gomes, até o momento, se manifestou favorável a sua candidatura.

A Roberto agora só resta submeter-se a Ciro Gomes, dando-lhe palanque exclusivo. Enquanto isso, Capitão Wagner, que ainda pensava em fazer uma campanha independente, centrada na ideia de derrotar os Ferreira Gomes, agora está sem discurso. Elmano agora é a alternativa mais forte para derrotar os Ferreira Gomes. O Capitão parece ter identificado essa mudança de cenário e voltou a se aproximar de Bolsonaro. De maneira que a campanha ficará polarizada também no Ceará, com o rebaixamento de Roberto Claudio para o papel de terceira via.

Lula deu um xeque mate no Ceará. Do outro lado do tabuleiro, ciristas e bolsonaristas estão desorientados, ainda sem entender direito o que aconteceu. Os bolsonaristas estão até mais confortáveis, porque detêm a presidência da república e tem um discurso fácil: agitar o voto conservador e bater no PT. Os ciristas cearenses, por sua vez, terão enorme dificuldade para bater no PT, na medida em que foram aliados do PT durante os últimos 16 anos, e sempre elogiaram as conquistas dessa aliança.

Com sua eleição ao Senado garantida, Camilo Santana deverá ser o chefe de fato da campanha de Elmano de Freitas. O slogan, repetido pelo próprio Camilo na convenção, fala num “Ceará três vezes mais forte”, ou seja, um Ceará com Lula na presidência, Elmano no governo e ele, Camilo, no Senado.

Não é preciso ser gênio para prever um crescimento vertiginoso de Elmano de Freitas daqui até o dia da eleição, conforme o seu nome for sendo associado a Camilo, a Lula e até mesmo a Izolda Cela, governadora que, apesar do pouco tempo à frente da administração, já é bastante querida pela maioria dos cearenses.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS