Morre o jornalista do Piauí que denunciou ao mundo a fome no Brasil no regime militar

Morre o jornalista do Piauí que denunciou ao mundo a fome no Brasil no regime militar

Foto: PiauiHojePiauiHoje
PiauiHoje

Morreu nesta terça-feira (09.07), em Teresina, o jornalista Antônio Costa, um dos mais antigos repórteres fotográficos que atuaram em jornais no Piauí. Ele tinha 82 anos e estava internado havia mais de dois meses tratando de complicações causadas por doenças cardíacas e renais.

Costa morava no bairro Parque Piauí, na zona Sul de Teresina. Ele havia se aposentado e estava afastado profissão há alguns anos.

Natural de Crateús (CE), Antônio Costa mudou-se ainda muito jovem para a cidade de Água Branca (PI). Ele foi diretor do Sindicato dos Jornalistas do Piauí e, entre as décadas de 1970 e 1990, trabalhou como repórter fotográfico nos jornais O Estado e no Jornal da Manhã, ambos extintos.

Casado com Dona Maria Divina, Costa era pai dos também jornalistas Williame Costa e Francisco Costa, o “Costinha, também repórter fotográfico e falecido em acidente de moto em Teresina.

Dizendo sempre ser um “homem prevenido”  e com fama de ser zangado, quando saia para reportagens levava sua pequena peixeira ponteaguda que batizará de “piaba”.