Pensar Piauí

Médico é encontrado morto em abrigo após viajar ao RS para ajudar vítimas

Leadro Medice, de 41 anos, estava com outros médicos em São Leopoldo, Rio Grande do Sul, quando foi encontrado morto no abrigo

Foto: ReproduçãoLeandro Medice, de 41 anos
Leandro Medice, de 41 anos

 

Um médico cardiologista do Espírito Santo, Leandro Medice, de 41 anos, foi encontrado morto em um abrigo de São Leopoldo, Rio Grande do Sul, na manhã desta segunda-feira (13/5). O cardiologista viajou com outros três médicos para ajudar as vítimas das chuvas no estado gaúcho. A suspeita é que ele tenha sofrido um mal súbito.

O marido de Leandro Medice, o acupunturista João Paulo Martins, afirmou ao G1 que “ele era muito saudável, sempre cuidou da saúde. Nunca teve histórico nenhum de problemas. Eu ainda não consigo acreditar no que aconteceu. Quando me contaram, pensei que fosse brincadeira. Ele foi para ajudar as pessoas e aconteceu essa tragédia”.

João Paulo explicou que o marido trabalhou a semana inteira junto a ele na clínica de estética que eles possuem em Vila Velha, Espírito Santo e que havia organizado essa viagem junto a outros amigos médicos. Ele ainda contou que Leandro trabalhou o domingo (12/5) inteiro aferindo pressão e realizando os primeiros atendimentos das vítimas.

“O voo para o Sul estava marcado para às 3h de domingo. A intenção era chegar pela manhã e voltar para Vitória na segunda-feira à noite. Ele tinha uma agenda para cumprir na clínica no dia seguinte”, relatou o marido.

Leandro possuía três graduações: fisioterapia, odontologia e posteriormente se graduou em medicina com especialização em cardiologia, atuando no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e como médico intensivista. Nos últimos anos atuava na área de estética capilar.

A causa da morte ainda está sendo averiguada.

Com informações do Metrópoles 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS