Pensar Piauí

Margarete Coelho na presidência da CEF?

Arthur Lira cobiça presidência da Caixa e tenta emplacar a própria advogada

Foto: Lucas Dias/GP1Margarete Coelho
Margarete Coelho

Em meio a achaques para obter mais espaço a quadros do Centrão no governo Lula, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-Al) tenta emplacar a própria advogada na presidência da Caixa Econômica Federal (CEF), banco público comandado atualmente por Rita Serrano, funcionária de carreira da instituição desde 1989 e sindicalista ligada ao PT.

Nas negociações com o governo, que tem dado preferência a mulheres para conduzir a reforma ministerial e acomodar quadros do PP e Republicanos, Lira teria indicado o nome da ex-deputada Margarete Coelho (PP-PI), sua advogada e atual diretora de administração e finanças do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Com trânsito em amplo espectro do mundo político, Margarete é ligada ao ex-ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PL) e presidente do PP, Ciro Nogueira, e foi vice-governadora do Piauí na gestão do petista Wellington Dias, atual ministro do Desenvolvimento Social. O PP, no entanto, tornou-se adversário político do PT no estado após a guinada de Nogueira ao bolsonarismo.

Nas redes sociais, Margarete Coelho tem fotos com quadros do governo Lula - como a ministra da Cultura, Margareth Menezes -, da cúpula do Judiciário - como os ministros Luís Roberto Barroso e André Mendonça, do STF - e diversas com Lira, na Câmara e até em jogo do Flamengo.

"Líder é alguém que sabe o que quer alcançar e consegue comunicá-lo. É um vendedor de esperanças! No caso de Arthur Lira é alguém que sabe andar à frente e ao lado, conforme a democracia exija! Parabéns, amigo! Que o Divino Espírito Santo te inspire e te ilumine! @oficialarthurlira", escreveu ela em publicação após a reeleição do deputado para a Presidência da Câmara.

Funasa

Na área da saúde, Lula prometeu manter Nísia Trindade à frente do ministério, mas estaria negociando com o Centrão o comando da Funasa.

Entre os nomes ventilados para ocupar o posto estão o de duas mulheres: Virgínia Velloso, que foi superintendente da Funasa na Paraíba e é mãe do deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), e senadora Daniella Ribeiro (PSD-PB).

Com informações da Forum