Manuela D’Ávila e família são ameaçadas de estupro nas redes sociais

Os ataques constantes nas redes são parte do motivo que a fez desistir de concorrer ao Senado.

Foto: G1Manuela D’Ávila
Manuela D’Ávila

 

A ex-deputada federal Manuela D’Ávila expôs nesta segunda-feira (1º) ataques que recebeu nas redes sociais. Por meio de mensagens, uma pessoa ameaçou estuprar Manuela e sua família, além de desejar a morte de sua filha, Laura, de 6 anos, e de sua mãe, Ana Lúcia Pinto Vieira. Os ataques constantes nas redes são parte do motivo que a fez desistir de concorrer ao Senado.

“Ser uma mulher pública no Brasil é ser amaçada permanente. É escolher um lugar para o medo, outro para a coragem, outro lugar pro fingir ignorar. Ser mulher pública é conviver com a ameaça de estupro como correção pela coragem, com a ameaça de morte como silenciador”, desabafou Manuela em seu perfil no Instagram.

“Ser mulher pública é ouvir de muitos que não aguentariam nem metade que tá tudo bem, que é assim mesmo. Como se fosse o preço a pagar por estar num lugar que não é o nosso, que não é pra nós”, acrescentou.

Na mensagem, o autor do ataque ainda diz que vai “esquartejar o Lula”.

“Essa é mais uma das ameaças que eu, minha filha e também minha mãe sofremos”, finalizou a ex-deputada.

Veja a publicação:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS