Pensar Piauí

Lula detona fim da reeleição a senadores

Ele disse que 5 anos é pouco para governar

Foto: Ricardo StuckedLula
Lula

O presidente Lula se encontrou com senadores da base aliada na terça-feira (5) e criticou o fim da reeleição, argumentando que um único mandato de cinco anos é insuficiente para implementar grandes projetos, segundo relato de pessoas presentes.

O tema do fim da reeleição tem sido prioridade no Senado este ano, contando com o apoio de figuras importantes da Casa, como o próprio líder do governo, Jaques Wagner (PT-BA). As propostas, no entanto, não afetam Lula, que poderá concorrer novamente em 2026.

O encontro ocorreu no Palácio da Alvorada, seguindo uma série de reuniões informais realizadas pelo presidente com diversos setores políticos.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, destacou a convergência e divergência de pontos de vista entre ele e Lula. Embora Pacheco não tenha citado o discurso em que cobrou uma retratação pública de Lula pela comparação do genocídio israelense na Faixa de Gaza com o Holocausto nazista, a fala foi vista pelos presentes como uma espécie de justificativa do presidente do Senado ao petista. 

Durante a reunião, Lula expressou otimismo em relação ao futuro do país e agradeceu aos senadores por sua colaboração em pautas importantes no ano anterior. No entanto, houve críticas ao diálogo com o Palácio do Planalto e à comunicação do governo, com senadores enfatizando a necessidade de melhorias nesses aspectos.

Alguns dos ministros presentes foram: Alexandre Padilha, Fernando Haddad, Rui Costa e Paulo Pimenta. Lula reafirmou sua disposição para futuros encontros informais e se colocou à disposição dos parlamentares para mais discussões.

Sobre o tema fim da reeleição veja mais aqui: 

Fim da reeleição: oportunismo, casuísmo e novo golpe!

Marcelo Castro sobre reforma do Código Eleitoral ser só para o Executivo: “Está com a caneta na mão”

ÚLTIMAS NOTÍCIAS