Lira e Pacheco batem boca: “Capacho do Bolsonaro”

Os dois presidentes não estão se entendendo

Foto: DivulgaçãoRodrigo Pacheco e Arthur Lira
Rodrigo Pacheco e Arthur Lira

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), assume que espera ajustes no texto do PEC dos Precatórios durante votação no Senado. Porém, o aliado do presidente Jair Bolsonaro admitiu a expectativa para que boa parte da proposta enviada pela Câmara fosse mantida.

O real desejo de Lira é que a PEC seja aprovada do jeito que está. A votação está prevista para ocorrer até o fim de novembro. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), por sua vez, não aceita o texto da forma que está de jeito algum.

Em divergência, o clima esquentou e os chefes das Casas bateram boca durante troca de mensagens. Lira chamou Pacheco de “incompetente”, que não reagiu bem com o comentário. “Não sou seu empregado. Capacho do Bolsonaro”, respondeu.

Mais cedo, nesta quinta (18), Lira se reuniu com Pacheco para conversar sobre a PEC. Contudo, diferente da conversa esquentada através das mensagens, o presidente da Câmara avaliou o encontro como “positivo”.