Itapemirim: um desastre aéreo com o aval de Bolsonaro e Tarcísio Freitas

Entrada do grupo no ramo de transporte aéreo, foi comemorada pelo presidente e seu ministro em live do ano passado

Foto: Montagem pensarpiauíItapemirim e Bolsonaro

 

Fórum - Em uma live de outubro de 2020, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciou para o presidente Jair Bolsonaro (PL) que o Grupo Itapemirim entraria no ramo de transporte aéreo. Durante a cena, em tom de comemoração, o presidente abre um pacote com um ônibus em miniatura da Itapemirim, enquanto o ministro conta a novidade.

A empresa, no entanto, teve o Certificado de Operador Aéreo da ITA Transportes Aéreos suspenso pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), horas depois da decisão do grupo de adiar 513 voos programados entre sábado (18) e o dia 31. Sem o documento, a empresa não poderá voltar a voar. 

A suspensão dos voos da Itapemirim pode deixar no chão até o dia 2 de janeiro cerca de 40 mil passageiros. De acordo com um executivo do setor, as empresas Gol, Latam e Azul não poderão absorver estes passageiros, pois estão com seus voos de fim de ano lotados.

Recuperação judicial

Estranhamente, a Anac aprovou a concessão à Itapemirim Transportes Aéreos Ltda. em maio deste ano, em Reunião Deliberativa Eletrônica, para exploração de serviços de transporte aéreo público regular e não regular de passageiro, carga e mala postal, doméstico e internacional.

A Viação Itapemirim S/A, que faz transportes terrestres, está em recuperação judicial. O que se diz no mercado é que a empresa, ao invés de pagar seus credores, teria jogado todo o seu capital ativo na empresa aérea. Seis meses após iniciar suas operações veio a suspensão dos voos.

Live recuperada

Na live, recuperada por internautas, Tarcísio Freitas comemora a novidade com Bolsonaro:

“A Itapemirim estava conosco mostrando os investimentos que vai fazer no transporte de passageiros e no transporte aéreo. Eles estão habilitando a empresa agora pra começar a operar no transporte aéreo.”

“E aquela orientação que você fez para o transporte aéreo, fala alguma coisa sobre aquilo lá”, pede Bolsonaro.

“Presidente, é o programa voo simples, que é um programa de desregulamentação, de simplificação do transporte aéreo. E isso nasceu porque a gente vinha escutando os pilotos, as profissionais das empresas de transporte de aviação agrícola, de aviação experimental, de aviação executiva, a dificuldade que eles tinham, os custos que eles tinham”, respondeu Tarcísio.

Caos em aeroportos

Diferentes aeroportos brasileiros registraram, na noite desta sexta-feira (18), tumulto, aglomerações e protestos de passageiros que tiveram seus voos cancelados após a suspensão das atividades da ITA, companhia aérea da empresa Itapemirim.

A aérea, por meio de nota divulgada na própria noite de sexta, anunciou que suspendeu todas as suas operações no país, por tempo indeterminado, por conta de uma “reestruturação interna”.

Clientes foram pegos de surpresa, perderam seus voos e, sem maiores explicações da empresa, relataram caos em aeroportos. Nas redes sociais, muitos expressaram indignação e cobram da ITA uma solução em meio às viagens marcadas justamente na semana que antecede as festas de final de ano.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS