Herança maldita: Bolsonaro deixa para Lula 1,1 milhão de brasileiros na fila do INSS

Governo eleito deve acelerar a rapidez na análise de benefícios

Foto: CNNINSS
INSS

Jair Bolsonaro deixa uma herança maldita para o presidente diplomado para o novo governo. "O presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai assumir o governo com uma fila de 1,1 milhão de brasileiros à espera da concessão de algum tipo de benefício da Previdência Social. O contingente é menor do que quando Jair Bolsonaro assumiu a Presidência, em 2019, mas segue em um patamar elevado apesar de o atual governo ter tomado medidas para acelerar tanto a liberação dos benefícios no período eleitoral que foi preciso reprogramar o Orçamento para garantir o pagamento das aposentadorias", aponta reportagem de Fernanda Trisotto e Letícia Messias, no Globo.

"A fila de brasileiros à espera da concessão de algum tipo de benefício da Previdência bateu 1.144.047 pessoas em novembro, de acordo com dados do INSS obtidos pelo GLOBO via Lei de Acesso à Informação (LAI). Esses números compreendem todos os pedidos iniciais, inclusive os que dependem de perícia médica. Nos cálculos do economista Paulo Tafner, a fila do INSS precisa ser reduzida para uma média mensal entre 200 mil e 300 mil requerimentos iniciais para evitar o represamento", acrescentam as jornalistas.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS