Globo vai ignorar Lula e mirar em Bolsonaro para derrotá-lo

O candidato da emissora é Sérgio Moro, mas também pode ser João Dória

Foto: Montagem pensarpiauíRede Globo

A direção da Globo traçou um plano, decidindo que vai ignorar Lula e atacar Bolsonaro ao longo de 2022. Os objetivos do canal são evitar que o ex-presidente cresça ainda mais nas pesquisas e que o atual chefe do executivo federal perca ainda mais popularidade. Quem deve se beneficiar com isso é o ex-juiz Sergio Moro, o novo querido do mercado.

Conforme informações do DCM, a emissora não quer que o petista volte ao poder. E ela entende que ataques contra o ex-presidente acabam o fortalecendo. Por isso a estratégia é evitar tocar o nome dele, tanto para o bem quanto para o mal.

Com Bolsonaro é diferente. O canal percebeu que o presidente dá mais munição para enfrentá-lo. Como a Globo não quer a reeleição dele, vai atacá-lo. Até porque, a emissora percebeu que o chefe do executivo federal também dá muita audiência quando é citado.

O objetivo da emissora é emplacar o nome de Sergio Moro. Por isso a tendência é que o nome do ex-juiz apareça com mais frequência no canal. Outro nome que terá destaque é João Doria. Com a nova onda da Covid-19, assuntos como vacina serão colocadas na mesa para o governador de São Paulo falar.

Lideranças políticas ligadas a terceira via, com exceção de Ciro Gomes, serão mais entrevistados. Inclusive na esfera estadual. Eduardo Paes, por exemplo, deverá ser um “protagonista” do RJ1 e RJ2 nos próximos meses.