E Bolsonaro corintianiou!

Ele hoje vestiu a camisa do Corinthians!

Foto: FacebookBolsonaro e Marcelinho
Bolsonaro e Marcelinho

O Corinthians é conhecido no mundo político pelo movimento liderado por Sócrates e Casa Grande denominado de "Democracia Corintiana".

Foi o maior movimento ideológico da história do futebol brasileiro. Esse foi um período da história do clube no qual decisões importantes como contratações, regras de concentração, direito ao consumo de bebidas alcoólicas em público, liberdade para expressar opiniões políticas e outros, eram decididas através do voto igualitário de seus membros, de modo que o voto do técnico, por exemplo, valia tanto quanto o de um funcionário ou jogador. Isso criou uma espécie de "autogestão" do time, algo revolucionário para o contexto em que estava inserido.

Mas recentemente foi sua torcida organizada, a Gaviões da Fiel, que puxou manifestações contra Jair Bolsonaro, mesmo em plena pandemia, unindo diversas torcidas organizadas do estado de São Paulo. 

O presidente da República sempre pronto a vestir uma camisa de um clube qualquer, ainda não havia vestido o manto corintiano. Ou pela tradição democrática do time ou pela manifestação de sua torcida, ou pelos dois motivos. 

Há alguns dias, Bolsonaro fez até uma campanha pelo twitter vestindo várias camisas de clubes brasileiros, mas não o fez com o Corinthians.

Hoje, porém, ele corintianou!

Recebeu em Brasilia o ex-jogador do Corinthians, Marcelinho Carioca, que foi lá fazer propaganda da MP do futebol. A MP tira a exclusividade das transmissões de futebol da Rede Globo de Televisão - emissora adversária de Jair Bolsonaro.

- Marcelinho Carioca e a MP do futebol. - No final opine quem, de fato, é melhor.

Publicado por Jair Messias Bolsonaro em Quarta-feira, 29 de julho de 2020