Desencontro de informações: PF e Univaja negam que corpos tenham sido encontrados

O correspondente do The Guardian e o servidor da Funai estão desaparecidos há uma semana

Foto: DivulgaçãoDom Phillips e Bruno Pereira
Dom Phillips e Bruno Pereira

Em conversa com a Fórum, Beto Marubo, membro da Organização Indígena UNIVAJA e amigo pessoal de Bruno Pereira e Dom Phillips, declarou que há equipes compostas por indígenas que atuam na busca por Pereira e Phillips e que repassam as informações, mas que até este momento não confirmação de que os corpos do servidor da Funai e do jornalista britânico tenham sido encontrados. 

Marubo afirma que há "muita informação vazada" e que as equipes que realizam as buscas na região onde Bruno Pereira e Dom Phillips desapareceram afirmam que, ao contrário do que foi divulgado nos meios de comunicação, “não há nada encontrado [em relação aos corpos], é importante ressaltar isso". 

Além disso, Marubo afirma que os trabalhos ainda giram em torno de possibilidades a partir dos últimos vestígios que foram encontrados. 

A Articulação dos Povos Indígenas (Apib) emitiu um comunicado que também nega que os corpos de Bruno Pereira e Dom Phillips tenham sido encontrados. “Bruno e Dom seguem desaparecidos. As informações de que corpos foram encontrados não procedem. As organizações indígenas que acompanham o caso seguem pressionando a continuidade nas buscas. Solicitamos que aguardem uma posição oficial”. 

Em nota, a Polícia Federal também nega que corpos que tenham sido encontrados. "O Comitê de crise, coordenador pela Polícia Federal/AM, informa que não procedem as informações de que estão sendo divulgadas a respeito de terem sido encontrados os corpos de Sr. Bruno Pereira e do Sr. Dom Phillips. Conforme já divulgado, foram encontrados materiais biológicos que estão sendo periciados e os pertences pessoais dos desaparecidos".

Desencontro de informações 

A mulher de Dom Phillips, Alessandra Sampaio, afirmou na manhã desta segunda-feira (13) que os corpos do jornalista inglês Dom Phillips e do servidor da Funai, Bruno Pereira, foram encontrados mortos. A informação ainda não foi confirmada pelas autoridades brasileiras. Dom Phillips e Bruno Pereira estão desaparecidos há uma semana.

O jornalista André Trigueiro, por meio de suas redes, revelou que a esposa de Dom Phillips, Alessandra, voltou a fazer contato com o Polícia Federal que lhe informou que os corpos precisam ser periciados para se confirmar a identidade. 

O embaixador do Reino Unido no Brasil, Francis Vijay, declarou ao The Guardian que os corpos de Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips, que era correspondente do Guardian no Brasil, foram encontrados amarrados em uma árvore. 

Ao Guardian, o cunhado de Phillips, Paul Sherwood, declarou que a embaixada passou a informação. "Ele [embaixador] disse que queria que nós soubéssemos que eles tinham encontrados dois corpos. Ele não descreveu o local e disse que eles estavam amarrados a uma árvore e que ainda não foram identificados", disse.