Capitólio. Embarcação tomba e duas pessoas morrem no Lago de Furnas

Chalana tentava resgatar passageiros de uma lancha que apresentou problemas mecânicos

Foto: OTempoLago de Furnas
Lago de Furnas

 

Otempo- Um acidente no Lago de Furnas, em Capitólio, no Sul de Minas, deixou duas pessoas mortas na noite desse sábado (18). De acordo com a Associação Pública dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande (Ameg), uma embarcação que tentava resgatar passageiros de uma lancha tombou. 

Segundo as informações iniciais, a lancha com 14 passageiros a bordo apresentou problemas mecânicos e solicitou apoio de outra embarcação nas proximidades para resgatar os passageiros.  Uma embarcação do  modelo chalana, que tinha outros dez passageiros, foi até a lancha à deriva e no momento do transbordo dos passageiros a chalana não suportou o peso e virou. Segundo a associação, ao menos dois passageiros não conseguiram sair debaixo da embarcação e se afogaram.

Os marinheiros que ficam no local tentaram reanimar as duas vítimas até a chegada do SAMU que confirmou os óbitos. Os demais passageiros tiveram escoriações leves. 

A Polícia Civil de Minas Gerais confirmou que foi acionada em uma marina para verificar uma chalana que virou parcialmente provocando a morte de um homem, 62 anos, natural de Penápolis (SP), e uma uma mulher, de 22 anos, natural de Machado (MG).

A perícia esteve no local e realizou os trabalhos iniciais. Os corpos serão analisados no Posto Médico-Legal em Passos ainda neste domingo. "Visando exaurir questionamentos e, paralelamente à investigação da Marinha, a Polícia Civil irá instaurar inquérito policial para investigar os fatos. As investigações irão prosseguir pela Delegacia de Polícia Civil em Piumhi", disse a corporação.

Repercussão

O acidente foi no Lago de Furnas, na região conhecida como Cachoeirinha. Após tomar ciência do acidente, o prefeito de Capitólio Cristiano Silva juntamente com integrantes da Secretaria Municipal de Saúde do Município deslocaram para o local da ocorrência.

Por meio da Ameg, o prefeito de Capitólio, Cristiano Silva, lamentou o acidente e prestou solidariedade as vítimas. "Nosso respeito as famílias enlutadas neste acidente. Temos trabalhado constantemente para aumentar a segurança na região. Todas as embarcações são obrigadas a fornecer coletes salva-vidas em número suficiente para todos os passageiros e tripulação", pontuou o prefeito esclarecendo que no momento do acidente vários passageiros usavam o colete.

Já o presidente da Ameg e prefeito de Carmo do Rio Claro, Filipe Carielo "reafirmou o compromisso de todos os gestores municipais da região bem como da Marinha do Brasil, sediada em Furnas, de garantir a navegabilidade segura para todos no Mar de Minas" e se solidarizou com familiares das vítimas.