Butantan vai entregar 100 milhões de vacinas até o fim de agosto

Anúncio antecipa a previsão anterior, que indicava que a marca seria atingida apenas em setembro

Foto: Olhar DigitalCoronaVac
CoronaVac

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (1º) que o Instituto Butantan vai entregar 100 milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida em parceria com a chinesa SinoVac, até o dia 30 de agosto.

“Isso só foi possível porque a fábrica do Butantan está trabalhando 24 horas por dia. Até o fim de abril entregaremos 46 milhões de doses, e até 30 de agosto, outras 54 milhões. Inicialmente era 30 de setembro. A orientação é tentarmos acelerar o máximo possível a produção, tendo em vista que é a única solução definitiva para o Brasil sair dessa crise”, disse Doria durante coletiva realizada nesta segunda.

No calendário do Ministério da Saúde, essas doses só chegariam em setembro. A previsão era de 77,6 milhões de doses até o fim de julho e os outros 22,3 milhões até o final de setembro.

Na quarta-feira, o instituto entrega mais 900 mil doses. No total, já foram mais de 11 milhões de doses da CoronaVac disponibilizadas até agora, incluindo importação e produção nacional.

Após uma confusão promovida pelo Ministério da Saúde, o presidente do instituto, Dimas Covas, revelou que o governo rejeitou uma proposta robusta de 160 milhões de doses de CoronaVac feita em 2020.

Com informações da Exame