Ana Maria Braga pede desculpas após citar “racismo reverso”: “Errei”

Apresentadora questionou se ela, que é branca, tinha culpa de sua "branquitude"; ela usou um vídeo de Lumena para falar sobre o tema

Foto: TV GloboAna Maria Braga
Ana Maria Braga

 

Após dar um “bola fora” no Mais Você dessa segunda-feira (1º/3), a apresentadora Ana Maria Braga começou a edição desta terça-feira (2/3) pedindo desculpas por citar o “racismo reverso” para criticar a participante Lumena, do BBB21.

Logo no começo do programa, Ana Maria afirmou que errou ao dizer que existe “racismo reverso”de negros contra brancos.

“Sempre que cometo erro, eu gosto de assumir. Ontem, depois do programa, vi postagens informando que fiz um comentário equivocado. Foi quando mostramos a Lumena falando de branquitude da Carla Diaz. Eu usei ‘preconceito reverso’, ‘racismo reverso’. E veio críticas e eu busquei a informação. Na maioria das vezes, neste assunto, somos desinformados”, começou ela.


 

A apresentadora disse que pesquisou sobre o assunto para entender o que, de fato, ela havia falado. Ana Maria disse que não há a possibilidade de existir “racismo reverso”, já que o racismo está ligado com relações de poder.

“E muitos ativistas criticam o conceito de preconceito contra brancos, reforçando que a definição de racismo não se limita a cor da pele. Racismo é um sistema de opressão e, para ter racismo, tem que ter poder. Negros não têm poder institucional para serem racistas contra brancos. Isso é reflexo da sociedade de lidar com essas lições. A gente vai debatendo e aprendendo”, completou.

“Descobri uma coisa que não sabia. Peço desculpas e usamos a oportunidade para falar mais. Nunca fui racista em qualquer coisa, as pessoas tem que ser o que é e ter orgulho. Eu não sabia, eu errei”, finalizou Ana Maria.

Entenda

Tudo começou quando Ana Maria Braga usou um vídeo de Lumena, onde a sister fala sobre a “branquitude” da atriz Carla Diaz. Na ocasião, a apresentadora questionou se ela, que é branca, tinha culpa da “branquitude”, termo usado para naturalização do branco como padrão, que passa a tratar os outros como “não-brancos” e que tira privilégios por isso.

“Não entendi esse negócio de branquitude. A gente tem culpa disso? Está acontecendo aí um reverso. Você tem que votar em alguém, não importa a cor. É um jogo, é feio isso”, questionou Ana Maria.

O discurso da apresentadora causou revolta nas redes sociais. “Ana Maria mandou um racismo reverso mesmo? É 2021…”, disse uma internauta. “Meu Deus do céu. Alguém explica branquitude pra Ana Maria e avisa que não existe racismo reverso”, questionou outro. “Alguém explica para a Ana Maria o conceito de branquitude”, pediu mais um.