Professora da UESPI

Vanessa Negreiros

Professora da UESPI

O ovo da serpente bolsonarista e o eclodir dos fascismo

O ano era 2013. Houve uma tragédia na Câmara dos Deputados naquele ano. O deputado homofóbico e racista Marco Feliciano presidia a Comissão de Direitos Humanos. 

Segundo cálculos da polícia na época, na manifestação participaram cerca de 20 mil membros de sindicatos, grupos estudantis e grupos coletivos de homossexuais que marcharam até a sede do Congresso em Brasília por diversas causas, mas se fundiram em uma só voz que exigia a renúncia de Feliciano.

O sempre lúcido jornalista Bob Fernandes anunciou a tragédia que foi levada a efeito em 2018, que nos assola desde então. Anunciou a tragédia que tem nos dias de hoje levado pessoas (que assim como o atual presidente negligenciam a letalidade do novo coronavírus) à morte, na maior pandemia da história. 

No vídeo do Jornal da Gazeta de 14 de março de 2013, Bob Fernandes disse que Bolsonaro roubou a cena como o maior entusiasta de Feliciano na Câmara. Que o deputado Bolsonaro tinha uma estranha fixação com o tema da sexualidade. E que fazia apologia à tortura: “O CARA TEM QUE SER ARREBENTADO PARA ABRIR A BOCA”. 
Sobre a busca de corpos desaparecidos da ditadura: “QUEM PROCURA OSSO É CACHORRO”.

Frases que buscavam manchete, segundo Fernandes, que por exemplo encontrou no humor ácido do CQC da Band uma grande notoriedade (Monica Iozzi já lamentou em redes sociais a sua “culpa” nessa história).  

Bob Fernandes anunciou o ovo da serpente, A SEMENTE DO FASCISMO. Alertava que não era bom regar essa semente. Entre outras palavras ainda nos diz que: O APARENTE AMADOR CIRCENSE É UM HOMEM PERIGOSO PARA A DEMOCRACIA. 

O jornalista pedia que toda vez que o achasse engraçado era bom lembrar da frase: “NÓS NÃO DEVÍAMOS SÓ TORTURAR, (A DITADURA) TINHA QUE TORTURAR E MATAR”. Relembrou também que a revista Veja de 28.10.1987 noticiou o suposto envolvimento da bomba que o parlamentar havia colocado no quartel para obtenção de melhores salários, que foi negado na época.

Enfim, diante de tudo que está exposto nesse vídeo, que foi amplamente divulgado (na época da eleição presidencial) por milhões de pessoas nas redes sociais para que vocês repensassem seus votos, como eu posso acreditar QUE VOCÊS NÃO SABIAM QUE ELE ERA FASCISTA???

Ser antifascista não é ser pró-terrorista. Não caiam nessas armadilhas dos fascistas. 

Ciladas como a da falácia “se você é de esquerda você é pró-corrupção”. Não caiam!!!

SER ANTI-FASCISTA É TER UMA RESPONSABILIDADE MORAL. Não tem  mais como voltar no tempo, MAS DÁ PRA TENTAR SER PRÓ-VIDA DAQUI PRA FRENTE (se você for realmente)!

Foto: InternetOvo da serpente

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS