Política

Vereadora do PT cassada por denunciar gestos nazistas recupera mandato em SC

Alega, entre outras coisas, que sofreu “perseguição política” por ser a única vereadora do PT na Câmara.


Foto: ReproduçãoNeonazistas em São Miguel do Oeste e a vereadora Maria Tereza Capra
Neonazistas em São Miguel do Oeste e a vereadora Maria Tereza Capra

A advogada e vereadora Maria Tereza Zanella Capra (PT), de São Miguel do Oeste, em Santa Catarina, recuperou o seu mandato no parlamento municipal, nesta quinta-feira (16), após decisão da Justiça catarinense.

Em fevereiro, ela havia sido cassada após denunciar gestos nazistas em um ato golpista bolsonarista. No dia 02 de novembro de 2022, militantes de extrema-direita supostamente fizeram o gesto da saudação nazista “Sieg Heil”, em frente a uma base do Exército. O protesto não aceitava a vitória eleitoral do presidente Lula (PT) e pedia “intervenção” das Forças Armadas. 

Capra foi vítima de um grande processo de perseguição, em que ela precisou deixar a cidade durante 80 dias para se proteger de inúmeras ameaças. Alega, entre outras coisas, que sofreu “perseguição política” por ser a única vereadora do PT na Câmara.

Veja mais:

Vereadora do PT é cassada após denunciar apologia ao nazismo em SC

Vereadora do PT é ameaçada de morte por neonazistas após ter mandato cassado em SC

Vereadoras ameaçadas de morte em SC recorrem à Polícia Federal

Com informações do DCM

Deixe sua opinião: