Política

Sabia quem são os 24 senadores que votaram pela extinção das cotas raciais em instituições federais

Maioria rejeitou a proposta e atualização da lei foi aprovada e agora aguarda a sanção do presidente Lula


Foto: ReproduçãoCiro Nogueira
Ciro Nogueira

Uma emenda apresentada pelo senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) para acabar com as cotas raciais e para pessoas com deficiência em institutos e universidades federais foi votada nessa terça-feira (24), no Senado. Apesar de 24 senadores da oposição (veja lista abaixo) terem votado a favor da emenda, a maioria presente, composta por 46 senadores, rejeitou a proposta durante a análise da atualização da Lei de Cotas, de 2012. Após a votação, a atualização da lei foi aprovada e agora aguarda a sanção do presidente Lula.

A emenda proposta por Flávio Bolsonaro sugeria que apenas alunos de baixa renda teriam direito de ingressar nos cursos de graduação por meio da regra das cotas. No entanto, a sugestão foi rejeitada pela maioria dos senadores, mantendo as atuais políticas de reserva de vagas para ex-alunos da rede pública de ensino, estudantes de baixa renda, pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência em instituições federais de ensino superior.

O texto aprovado pelo Congresso nessa terça-feira (24) altera a regra vigente. Pela proposta aprovada, candidatos que têm direito às cotas só vão ocupar as vagas reservadas caso não consigam nota para entrar na universidade por meio da oferta regular em ampla concorrência. Além disso, o projeto inclui quilombolas entre os grupos que contarão com reserva de vagas.

O senador piauiense, Ciro Nogueira (PP), foi um dos parlamentares que votou a favor da extinção de cotas.

Confira a lista dos senadores que votaram para a extinção das cotas:

Carlos Portinho (PL-RJ)

Ciro Nogueira (PP-PI)

Cleitinho (Republicanos-MG)

Damares Alves (Republicanos-DF)

Dr. Hiran (PP-RR)

Eduardo Girão (Novo-CE)

Eduardo Gomes (PL-TO)

Esperidião Amin (PP-SC)

Flávio Bolsonaro (PL-RJ)

Hamilton Mourão (Republicanos-RS)

Izalci Lucas (PSDB-DF)

Jaime Bagattoli (PL-RO)

Jorge Seif (PL-SC)

Laércio Oliveira (PP-SE)

Luiz Carlos Heinze (PP-RS)

Magno Malta (PL-ES)

Marcio Bittar (União-AC)

Marcos Rogério (PL-RO)

Mauro Carvalho Jr (União-MT)

Mecias de Jesus (Republicanos-RR)

Plínio Valério (PSDB-AM)

Rogério Marinho (PL-RN)

Tereza Cristina (PP-MS)

Wilder Morais (PL-GO)


 

Com informações do Senado Federal e Brasil 247

Deixe sua opinião: