Política

Rafael firma acordo para intercâmbio e cooperação nos EUA

A parceria com a Universidade Estadual de Framingham é mais uma dentre os acordos assinados com instituições focadas em pesquisa.


Foto: Reprodução/CcomGovernador Rafael Fonteles nos EUA
Governador Rafael Fonteles nos EUA

O governador Rafael Fonteles iniciou, nesta segunda-feira (14), a agenda oficial nos Estados Unidos com a assinatura de um memorando de entendimento (MoU) com a Universidade Estadual de Framingham (Framingham State University – FSU), a primeira universidade pública dos EUA. A instituição está localizada na cidade de Framingham, que abriga a maior parte da comunidade brasileira no estado de Massachusetts.

O acordo possibilita o intercâmbio de professores e alunos da rede pública do Piauí para participarem de programas de extensão em Framingham. Além disso, o MoU formaliza a cooperação e troca de experiências entre a universidade e o Governo do Estado nas áreas de transformação digital e transição energética.

A parceria com a Universidade Estadual de Framingham é mais uma dentre os acordos assinados com instituições focadas em pesquisa – atualmente, o Piauí já tem parcerias com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e com Harvard. No entanto, a FSU apresenta o diferencial de ter um ensino familiar à comunidade brasileira de estudantes e empreendedores nos EUA.

Rafael Fonteles destacou a importância da reunião e do MoU para estreitar relações com a universidade e com o município de Framingham. “Discutimos diversos temas em que podemos cooperar uns com os outros, especialmente nas áreas acadêmica, tecnológica e de transição energética. Então, foi uma reunião importante para estabelecer esse intercâmbio de alunos e professores, além da troca de informações e experiências sobre energias renováveis, que é um tema bastante discutido por aqui e é uma das grandes bandeiras da nossa gestão”, disse o governador.

A reitora da Framingham State University, Dra. Nancy Niemi, se mostrou empolgada com a parceria e falou em agilidade para que o intercâmbio seja posto em prática. “Diversas áreas podem ser trabalhadas e discutidas com essa parceria, principalmente a partir de pesquisas científicas e trocas de experiências. Então, estamos ansiosos para que isso inicie o mais breve possível, para que logo possamos perceber os impactos positivos”, disse a reitora.

O prefeito de Framingham, Charlie Sisitsky, elogiou a apresentação do governador e exaltou a parceria firmada, destacando que a cidade já possui um grande número de brasileiros residentes. “Acreditamos ser um acordo benéfico para ambas as partes na busca por conhecimentos que contribuam com o desenvolvimento de cada lugar”, destacou o prefeito.

A reunião contou, ainda, com a participação da diretora do Centro de Inovação do Empreendedor da FSU, a brasileira Christy Garcia; e da deputada do Estado de Massachusetts, a também brasileira Priscila Sousa. Acompanharam o governador durante as tratativas, o presidente da Investe Piauí, Victor Hugo Almeida; o secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira; e o diretor-geral da Agência de Tecnologia da Informação (ATI), Ellen Gera.

Recepção do Consulado-Geral do Brasil em Boston

Foto: Reprodução/CCOMGovernador e secretário de educação nos EUA
Governador e secretário de educação nos EUA

 

Antes da agenda nos Estados Unidos, o governador Rafael Fonteles se encontrou, no domingo (13), com o cônsul-geral do Brasil em Boston, embaixador Santiago Irazabal Mourão, e demais representantes do Consulado. Na oportunidade, a instalação de um escritório do Piauí em Boston esteve em discussão.

Após o encontro, o governador agradeceu o apoio do consulado e se mostrou confiante na busca por novas parcerias ao Piauí. “É gratificante poder representar o nosso estado e ser tão bem recebido por futuros parceiros, cheios de otimismo em relação ao desenvolvimento do nosso estado”, disse Rafael Fonteles.

O embaixador Santiago Irazabal Mourão exaltou o Piauí e as possíveis contribuições do estado ao país. “É um estado importante no que diz respeito à transformação digital, transição energética e ciência e pesquisa. Logo, acreditamos ser uma parceria que pode trazer bons frutos a todos, especialmente aos piauienses”, disse o cônsul-geral do Brasil em Boston.


Com informações da CCOM 

Deixe sua opinião: