Saúde

HGV realizou mais de sete mil cirurgias no primeiro semestre do ano

Um dos fatores para o aumento das cirurgias foram os 25 mutirões de diversas especialidades realizados aos finais de semana do primeiro semestre.


Foto: Reprodução/SesapiCirurgia no Hospital Getúlio Vargas
Cirurgia no Hospital Getúlio Vargas

 

O Hospital Getúlio Vargas (HGV) realizou um total de 7.132 cirurgias nos seis primeiros meses de 2023. Os números mostram que a maior unidade de saúde pública do estado registrou um aumento de quase 7% em relação a quantidade de procedimentos realizados no mesmo período de 2022. 

Um dos fatores para o aumento das cirurgias foram os 25 mutirões de diversas especialidades realizados aos finais de semana do primeiro semestre deste ano. A iniciativa é resultado do “Programa Saúde em Dia”, lançado pelo Governo do Estado e executado pela Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi). 

“Nosso foco é sempre em dar maior eficiência aos serviços prestados à população nos hospitais da rede estadual. Estamos nos empenhando não apenas em melhorar, mas ampliar o acesso e zerar a fila de espera por cirurgias eletivas”, destaca Dirceu Campelo, superintendente de média e alta complexidade da Sesapi. 

A diretora-geral do HGV, Nirvania Carvalho, enfatiza que o objetivo é garantir uma qualidade de vida melhor aos pacientes, “reduzindo o tempo de espera por um procedimento no HGV. Começamos os mutirões em várias especialidades e principalmente na área de ortopedia, onde a demanda é maior”, explica. 

De acordo com o coordenador da Ortopedia do HGV, Osvaldo Mendes, somente nessa área já foram realizadas mais de mil cirurgias no período.

“Somos um centro de resolutividade no que se refere à ortopedia, sendo o hospital que mais realiza cirurgias de alta complexidade no estado. Temos 26 ortopedistas altamente qualificados, todos com subespecialidades  em coluna, ombro, nervos periféricos, joelho, mão , fazemos todas as áreas da ortopedia”, explica o médico.

Deixe sua opinião: