Segurança Pública

Estudante de medicina é dopada e estuprada em Fortaleza

Exames revelaram que ela recebeu uma substância conhecida como “boa noite cinderela”, que induz à perda de consciência.


Foto: Reprodução/Governo do CearáO caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza.
O caso é investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Fortaleza.

Uma universitária de 24 anos disse ter sido vítima de estupro ao sair de uma festa em Fortaleza (CE). Exames revelaram que ela recebeu uma substância conhecida como “boa noite cinderela”, que induz à perda de consciência.

Segundo a estudante de medicina de João Pessoa, na Paraíba, durante a festa ela se afastou do copo com água de coco para fazer fotos. Quando voltou e ingeriu a bebida, se sentiu desorientada e se despediu de amigos para voltar para casa.

Ela contou que um homem se ofereceu para levá-la embora, mas que foi levada para outro local, que ela não se lembra, onde teria sofrido o estupro.

“Lembro que a única palavra que falava era ‘não’. Não lembro onde estava, nem dele, nem de sua fisionomia. Acordei no outro dia com outros homens dormindo no mesmo quarto”, relatou a vítima.

Além do homem descrito pela jovem, outros três homens estavam no quarto com ela. À polícia, ela disse não se lembrar se todos eles cometeram o estupro.

A vítima registrou o boletim de ocorrência em João Pessoa, onde reside. Em nota, a Polícia Civil do Ceará informou que a Delegacia de Defesa da Mulher é responsável pela investigação do crime, ocorrido em 23 de julho e diz que realiza buscas “com a finalidade de elucidar o fato”.

Com informações do DCM 

Deixe sua opinião: