Pensar Piauí

Última Quaest de 2023 traz boas notícias para o governo e Lula

Lula fecha o ano com 54% de aprovação

Foto: ReproduçãoLuiz Inácio Lula da Silva (PT)
Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Uma pesquisa recente conduzida pela Quaest e divulgada hoje, 20, revelou que a gestão do presidente Lula, do Partido dos Trabalhadores (PT), é aprovada por 54% dos entrevistados, enquanto 43% expressaram desaprovação. Os restantes 3% não souberam ou optaram por não responder.

Comparado ao levantamento anterior, realizado em outubro, houve um aumento de um ponto percentual na desaprovação, que era de 42%. No entanto, a desaprovação atingiu seu patamar mais baixo no ano, variando entre 28% e 43% em 2023.

Foto: ReproduçãoPesquisa Quaest
Pesquisa Quaest

 

Os números também revelam que 36% dos participantes avaliam positivamente o governo petista, enquanto 29% o veem de forma negativa. Outros 32% consideram a administração como regular, e 3% não souberam ou não quiseram responder.

Ao comparar com a pesquisa anterior de outubro, as avaliações positivas permaneceram estáveis, com 38% dos entrevistados classificando o governo de forma positiva e 29% de forma negativa. As avaliações regulares apresentaram uma leve oscilação positiva.

Foto: ReproduçãoPesquisa Quaest
Pesquisa Quaest

 

Em diferentes regiões do país, as taxas de avaliação positiva e negativa também permaneceram estáveis, dentro das margens de erro. No Nordeste, Centro-Oeste e Norte, os números se mantiveram consistentes, enquanto houve uma ligeira variação no Sudeste e Sul. Outro dado interessante é que 45% dos entrevistados acreditam que o país está indo no caminho certo.

Foto: ReproduçãoPesquisa Quaest
Pesquisa Quaest

 

Ao analisar por gênero, observou-se que entre os homens, 34% têm uma avaliação positiva de Lula, em comparação com 35% em outubro. Entre as mulheres, 38% possuem considerações positivas, enquanto há dois meses eram 40%.

Outro destaque da pesquisa foi a nota média atribuída ao primeiro ano do governo petista, que foi de 5,7. A pontuação mais alta, 6,9, foi dada pelos nordestinos, enquanto a menor, 5,2, foi atribuída por evangélicos, sulistas e indivíduos com renda superior a cinco salários mínimos.

A pesquisa, patrocinada pela corretora de investimentos digital Genial Investimentos, entrevistou pessoalmente 2.012 pessoas com 16 anos ou mais, entre os dias 14 e 18 deste mês, com uma margem de erro estimada de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Com informações do O Cafezinho

ÚLTIMAS NOTÍCIAS