Silas Malafaia e família se recusam a ir em casamento de sobrinho com cantor

O casamento acontece hoje em Mairiporã (SP)

Foto: DivulgaçãoSilas Malafaia, Leandro Bueno e Rodrigo Malafaia
Silas Malafaia, Leandro Bueno e Rodrigo Malafaia

Rodrigo Malafaia e Leandro Bueno finalmente se casarão. A cerimônia, que aconteceria dia 20 de março de 2020 e foi adiada por conta da pandemia, finalmente será realizada hoje, às 15h30, na Ravena Garden, em Mairiporã (SP). Os noivos estão empolgados para o grande dia e nem as decepções com a falta de apoio da família de Rodrigo, impede o modelo de ver com alegria o momento especial.

Em entrevista à revista Quem, ele explica que toda sua família se recusou a comparecer. “Nenhum parente meu vai comparecer. E quando convidei meu pai, ele pediu para eu não fazer isso com ele. Meu irmão recusou ser padrinho também. Mas isso foi há anos. Hoje em dia, eu nem convidaria. Eles não fazem parte da minha vida. Apesar de não sermos brigados… Minha mamãe que faleceu vai estar comigo. Ela sim que importa”, contou.

“Será um casamento com muita diversidade, convidados incríveis, vários artistas e pessoas que admiramos e consumimos estarão presentes e não poderíamos estar mais felizes. E, claro, terá muito beijo. E nada de selinho ‘chocho’. Entraremos com o single ‘Teu’, versão acústica, a música que o Le fez para me pedir em casamento”, finalizou.

Silas Malafaia reprova o comportamento e o modo de viver do seu sobrinho. Lucas Santos é influenciador e publica fotos e vídeos como drag queen. Recentemente, postou uma imagem nu.

O filho da cantora gospel Eyshila não tem tido ações que agradam o pastor bolsominion. “Eyshila é casada com o irmão da minha esposa, Odilon, que é pastor da minha igreja. O filho dela (Lucas) mora na América. Eu não sou responsável pela atitude dos meus filhos, quanto mais pelos filhos dos outros.”, disse ele.

“Mas ele (Lucas) conhece muito bem as minhas posições. O pai e a mãe dele me respeitam e concordam com minha visão sobre o assunto.”, acrescentou o líder religioso evangélico.

Foto: DivulgaçãoLeandro Bueno e Rodrigo Malafaia
Leandro Bueno e Rodrigo Malafaia