Rafael diz que prioridade da Saúde é diminuir espera e humanizar atendimentos

O governador se reuniu com a equipe da Sesapi e diretores dos hospitais da rede estadual de saúde.

Foto: Reprodução/CCOMReunião de alinhamento com os 30 diretores de hospitais estaduais do Piauí
Reunião de alinhamento com os 30 diretores de hospitais estaduais do Piauí

O governador do Piauí, Rafael Fonteles, comandou, nessa quinta-feira (19), uma reunião de alinhamento com os 30 diretores de hospitais estaduais do Piauí (7 da capital e 23 do interior) ao lado dos secretários Antônio Luiz (Sesapi) e Washington Bonfim (Planejamento) e também dos superintendentes da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi). O encontro definiu as diretrizes para melhorar a qualidade do atendimento e resolutividade dos hospitais estaduais, por meio de uma gestão integrada, compartilhada, humanizada e guiada por evidências/indicadores, em benefício de quem mais precisa: o cidadão.

“Além de poder entrosar a equipe, que está lá na ponta, dirigindo os hospitais, com a equipe da sede da Secretaria, pudemos passar as diretrizes, as prioridades e como deve se dar a gestão de cada hospital. Temos a preocupação muito grande em deixar muito claro para a população quais são os serviços que cada unidade. Isso para que não ofertemos serviços que não temos condições de executar por restrições sejam orçamentária ou de pessoal disponível. Precisamos deixar muito claro para a população e para cada colaborador dos hospitais, para que façam o direcionamento correto, evitando a perda de tempo”, explicou Rafael Fonteles.

O governador piauiense destacou que as melhorias na regulação são metas do seu governo, envolvendo o Estado e os municípios. “Para diminuir filas e tempo de espera, essa interlocução institucional é muito importante para que o paciente, usuário do SUS não seja levado a ficar batendo “de porta em porta” sem saber onde ele vai ser atendido. Todos têm que ter a capacidade de interagir bem com as prefeituras, com as secretarias municipais e com a Sesapi para que os clientes, que são usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) sejam bem atendidos, diminuindo, assim, a espera e as filas”, disse o gestor.

Foto: Reprodução/ccomReunião com gestores
Reunião com gestores

Na oportunidade, o chefe do Executivo piauiense falou dos esforços que serão feitos para diminuir as filas de cirurgias eletivas com a realizações de mutirões. Esse foi um dos pontos tratados com a ministra de Saúde, Nísia Trindade, em reunião na quarta-feira (18), em Brasília. O gestor falou também da interiorização dos serviços, a exemplo da neurocirurgia, que antes só tinha na capital, bem como o exemplo de UTIs, que hoje já existem em oitos hospitais. “A palavra de ordem é qualidade na execução desses serviços, a sustentabilidade para não ter que fechar serviços ao longo do tempo por falta de recursos”, disse Rafael.

“Vamos aprimorar os serviços, melhorar regulação, diminuir as filas para consultas, exames e cirurgias e dedicar atenção especial à tecnologia, avançando na telessaúde e nos sistemas de gestão. Destaque também para o fortalecimento da atenção primária, ampliando a cooperação com as redes municipais de saúde e com o Ministério da Saúde. O nosso foco absoluto é o melhor atendimento ao usuário do SUS, portanto, a humanização dos procedimentos é prioridade absoluta” disse Fonteles.

O governador diz reconhecer a complexidade da área da saúde que é apontada como o serviço que mais precisa de mudanças pela população, devido ao aumento das demandas.  “Estou muito feliz com a equipe que foi montada pela Secretaria da Saúde. Estou muito confiante que eles vão dar conta do recado, nesse nosso projeto para a saúde do Piauí, que é o nosso principal desafio”, finalizou Rafael.


Com informações da CCOM 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS