"Para o fim do feminicídio é preciso colocar mulheres no poder", Eugênia Villa

Veja a entrevista concedida ao Pensar Piauí

Foto: Montagem pensarpiauíEugênia Villa
Delegada Eugênia Villa

A fim de discutir “feminicídio”, o pensarpiauí convidou a delegada Eugênia Villa para uma entrevista. Ela é Doutora em Direito e Políticas Públicas pelo Centro Universitário de Brasília. Atualmente é Superintendente de Gestão de Riscos da Secretaria de Segurança Pública do Piauí e professora titular da Universidade Estadual do Piauí.

Na entrevista, Villa afirma que é ‘natural’ que o poder seja dos homens. Porque assim foi estabelecido ao longo dos anos num processo que envolveu a colonização brasileira, o regime de escravidão e que foi impondo formas de controle da mulher por relações patriarcais, por relações da comunidade (mulheres sem matrimônio, sem contrato), por controle do Estado e pela religião. Por isso, a saída que Eugênica Villa vê para a situação vem na frase que dá título a esta entrevista.

Mas, Eugênia falou ainda da ação violenta da polícia nos dias de hoje, ressalvando que ela afirma: “Mas é não é só a polícia que é violenta”. Segunda ela, é o sistema de justiça criminal como um todo. “Todo o poder judiciário, todo o Ministério Público se estrutura com base na premissa de que a violência doméstica e familiar (violência contra a mulher) é de importância menor do que o tráfico de drogas, do que o crime organizado que reputam mais importantes”.

Confira a entrevista na íntegra: