Na fila do osso - o prato do dia da era Bolsonaro - um aviso: "é vendido e não dado"

Em 2020, o consumo de carne bovina entre brasileiros caiu para o nível mais baixo em 25 anos

Foto: DivulgaçãoOsso à venda
Osso à venda

G1- Ari dos Santos, dono de um açougue e mercado em Florianópolis, relatou que a demanda por ossos de boi começou a crescer. Ela diz que sempre vendeu o produto, mas teve de aumentar o valor. “É vendido e não dado”, diz placa no estabelecimento.

Apesar de dizer que tem buscado alternativas para aumentar a arrecadação do mercado, afirmou: “Quando vem uma pessoa necessitada, eu ainda faço a doação”. Ari lamenta que a busca por ossos de boi aumentou há cerca de um ano com o aumento do preço da carne.

Em 2020, o consumo de carne bovina entre brasileiros caiu para o nível mais baixo em 25 anos. "Não como mais carne de gado, não. Não tem como, está tudo muito caro", comenta uma consumidora.

Em 2020, cada brasileiro consumiu 26,4 quilos da proteína ao ano, o que significa uma queda de quase 14% em relação a 2019. Este foi o menor nível desde 1996, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Não há dados estaduais.