Morre Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras e 1º delator da Lava Jato

O ex-diretor da Petrobras sofria de câncer e a morte foi comunicada pela família

Foto: DivulgaçãoPaulo Roberto
Paulo Roberto

Morreu neste sábado (13) Paulo Roberto Costa, aos 68 anos. O ex-diretor da Petrobras sofria de câncer e a morte foi comunicada pela família. Ele foi preso em março de 2014, no início da Operação Lava Jato, e tornou-se o primeiro delator da malfadada operação.

Costa dirigiu a área de Abastecimento da empresa de 2004 a 2012 e era ligado ao PP, partido do atual ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Em plena reta final da campanha presidencial de 2014, seus depoimentos com relatos de desvios na Petrobras começaram a ser vazados e divulgados na imprensa, numa tentativa de prejudicar a campanha vitoriosa da presidenta Dilma Rousseff, do PT.

O delator ficou por cerca de um semestre preso na Polícia Federal em Curitiba e um ano em prisão domiciliar no Rio. Em 2015, foi para o regime semiaberto e morava em Itaipava, distrito de Petrópolis (RJ).

ÚLTIMAS NOTÍCIAS