Morre Mestre Severo, referência do reisado piauiense

Ele estava à frente do grupo “Reisado do Piauí”, um dos únicos ainda presentes em Teresina

Foto: SecultMestre Severo
Mestre Severo

 

A cultura piauiense está de luto. Horas depois da morte do escritor Assis Brasil, o Piauí também perdeu Severo de Sousa Barros, conhecido como Mestre Severo, que por mais de 60 anos dedicou-se ao reisado piauiense, sendo responsável por manter viva a tradição da festa dos Reis no Estado.

Mestre Severo morreu aos 83 anos nesta segunda-feira (29). A causa da morte não foi informada. O velório acontece na residência do artista, no bairro Privamera, zona norte de Teresina. 

Recentemente, o secretário de Cultura Fábio Novo entregou o certificado do Patrimônio Vivo do Piauí a Mestre Severo. Ele estava à frente do grupo “Reisado do Piauí”, um dos únicos ainda presentes na capital.

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult) divulgou uma nota lamentando a morte de Mestre Severo. 

“O legado de suas ações culturais sempre nos mostrará a importância de manter viva nossas tradições. Gratidão por toda contribuição e dedicação à cultura! À família, amigos e admiradores, nossos sentimentos”, diz a nota.

Foto: Redes sociaisNota de Pesar
Nota de Pesar

 

Autoridades e personalidades do setor cultural piauiense também lamentaram o falecimento.

O deputado estadual Fábio Novo, que deixou recentemente a secretaria de Cultura, lembrou nas redes sociais que se encontrou recentemente com Mestre Severo. "No início do mês estive com ele em sua casa. Chegamos a fazer planos para os folguedos de 2022", disse Fábio Novo.