"MBL continua sendo o que é pago pra ser - capacho de genocida rico", Malu Aires

MBL surgiu com discurso nazista, organizou a classe média nazista, recebeu milhões em caixa 2 de nazistas, se elegeu com eleitorado nazista

Foto: EstadãoMBL
MBL

 

Um grupo de sete parlamentares invadiu o Hospital Geral de Guarulhos neste sábado (17) numa falta de respeito com profissionais da saúde e enfermos. Entre os envolvidos estão o deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei, e o deputado federal Kim Kataguiri.

Sobre o fato, veja o que escreveu a artista e ativista Malu Aires:

MBL que tanto se fingiu moderado, só pra ocupar tranquilo a ala dos que mamam no centrão, volta a atacar o Brasil.

Após algumas frases de agradar esquerda de título, esquerda de meme, esquerda de lacração, esquerda forabozo, esquerda sem partido, esquerda unida com oligarca, Kim retoma seu papel nazista que o MBL lhe deu.

A mesma turma que invadia escola e agredia estudantes, com carteirada de "cidadão", "cristão", "caçador de professora", está invadindo hospitais brasileiros, alas de covid, com imunidade parlamentar assegurando o desrespeito e a falta completa de empatia com o povo brasileiro.

A movimentação política de Kim Katamilícia e Mamãe Mamei, atacando um hospital em Guarulhos, sinaliza que os afilhados de Paulo Jorge Lemann estão alinhados com o fascismo, mais que nunca.

MBL sempre foi o meio de infiltrar neonazista em partidos da DIREITA.

Se alguém achou que deveria "dar crédito", "trela", que essa gentalha do esgoto da internet merecia mandato e merece respeito, corra! Corra pra não passar vergonha.

MBL surgiu com discurso nazista, organizou a classe média nazista, recebeu milhões em caixa 2 de empresários nazistas, se elegeu com eleitorado nazista e continua nazista.

NAZISTA=GENOCIDA

Em 2013/2014, desesperada por perder 4 eleições seguidas, a DIREITA aliciou especialistas em ódio, violência, fake news e mortes.

MBL foi a primeira fábrica de fake news desmontada pelos gigantes da internet. Teve centenas de páginas de fake news contra o governo Dilma, PT, banidas da rede.

Encomendou mandatos, em todo o Brasil, pra jovens da classe média, racistas, homofóbicos, misóginos e desonestos.

A jovem DIREITA com Bolsonaro é MBL - nazismo privatizado.

MBL continua sendo o que é pago pra ser - capacho de genocida rico. Podre de rico. Tão rico que até cidadania suíça tem.

Por isso (e outras), tomo é pinga.