Maranhão: Flávio Dino e José Sarney juntos?

Flávio Dino deverá ser candidato ao Senado em 2022, já que está no segundo mandato como governador

Foto: DivulgaçãoFlávio Dino e José Sarney
Flávio Dino e José Sarney

 

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), e o ex-presidente José Sarney realizaram um encontro inusitado na última terça-feira.

Os dois se reuniram no apartamento de Sarney, na península da Ponta D’Areia, em São Luís.

Dino pediu apoio do ex-presidente à sua candidatura à cadeira de número 32 da Academia Maranhense de Letras. Ele foi eleito alguns dias depois com 25 dos 35 votos.

Eles também conversaram, no encontro, sobre o cenário político nacional. No Maranhão, a reunião foi interpretada como a costura de uma aliança inédita entre PSB e MDB na eleição para o governo do estado em 2022.

O vice-presidente do MDB maranhense, Roberto Costa, disse que o partido está disposto a dialogar com Flávio Dino em busca de uma saída para a crise nacional.

Eleição presidencial

O governador do Maranhão já havia dito à impresa que “quanto mais centrista Lula for, melhor política e eleitoralmente”. Dino defende a maior aliança possível em torno do ex-presidente “pela conjuntura que se apresenta, de uma eleição tensa e influenciada pelo extremismo”.

“A eleição de 2022 vai ser muito pior do que qualquer coisa que a gente já viu. É preciso ter uma oposição mais ampla, no sentido democrático, e construir os acordos políticos desde logo”, afirmou o governador.

Para ele, apenas o radicalismo de direita não seria bem vindo numa coligação encabeçada por Lula.

No Maranhão, Dino tem experiência em construir alianças amplas. A chapa que o elegeu tinha 16 partidos, que ia do Republicanos (então PRB) e do Patriota, até o PCdoB, seu partido na época.

Flávio Dino deverá ser candidato ao Senado em 2022, já que está no segundo mandato como governador.