Lula e Janones: auxílio de Lula é permanente, enquanto o de Bolsonaro só existe na eleição

Eles destacaram a necessidade de o povo brasileiro receber ajuda financeira de forma permanente

Foto: Reprodução/YouTubeEx-presidente Lula e o deputado federal André Janones
Ex-presidente Lula e o deputado federal André Janones

 

Em uma live com o deputado federal André Janones (Avante-MG), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) destacou neste sábado (13) a necessidade de o povo brasileiro receber ajuda financeira de forma permanente.

"(Bolsonaro) Está apavorado. Se ele quisesse que o Auxílio Brasil não acabasse, não teria feito só até dezembro. Enquanto não acabar com a fome, não tem como acabar com o Auxílio Emergencial. Não tem explicação para ver mulher num açougue pegando osso. O pequeno e o médio produtor não estão recebendo dinheiro.

O ex-presidente também defendeu o programa Bolsa Família. "Não era só distribuir dinheirinho, era um programa para cuidar das pessoas. Tinha algumas condicionantes (para a família receber o dinheiro). Essa gente não tem amor pelo povo. Temos que tratar humildes com muito carinho, amor… Pessoas que produzem", disse.

"Imaginar que um presidente não teve uma única lágrima derramada com os mortos pela Covid, nunca visitou crianças que perderam pais por conta da Covid. O povo precisa ficar muito maduro. Essa gente que está destruindo o Brasil nunca mais precisa ser eleita".

O deputado André Janones falou sobre a importância do pronunciamento do ex-presidente. "A gente precisa que vocês levem essa mensagem adiante", afirmou.

"Do lado de lá tem muita maldade, tem a vontade de ferrar com os mais pobres e precisamos da força de vocês para fazer essa mensagem chegar às pessoas"." (É preciso) libertar o País do bolsonarismo, salvar a democracia, e matar a fome de quem tem fome. E está perto com o senhor assumindo a Presidência". 

Com informações do Brasil 247 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS