Limma sobre saída de Margarete do Governo: "Considero uma deputada bolsonarista"

De acordo com Limma, Margarete sempre votou a favor das pautas do Centrão e do presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional

Foto: ReproduçãoDeputado Francisco Limma (PT)
Deputado Francisco Limma (PT)

Lupa1- O deputado estadual e presidente do PT no Piauí, Francisco Limma, falou nesta quarta-feira (13) que já esperava a saída da deputada federal Margarete Coelho (Progressistas) da base aliada do governador Wellington Dias (PT). De acordo com Limma, Margarete sempre votou a favor das pautas do Centrão e do presidente Jair Bolsonaro no Congresso Nacional, fato que, segundo ele, evidencia que ela é uma deputada bolsonarista.

“Eu, pessoalmente, já acreditava nisso. A deputada Margarete é uma grande amiga, foi vice-governadora junto conosco, mas todos nós acompanhamos a desenvoltura dela no Congresso Nacional. Ela votou praticamente 100% [a favor] de todas as propostas defendidas pelo Centrão e pelo Bolsonaro. Ela fez essa defesa. Eu a considero uma deputada bolsonarista”, comentou.

Na avaliação de Limma, não foi surpresa a deputada federal seguir a orientação do seu partido, principal aliado de Bolsonaro no Congresso. Ele conta que a postura de Margarete a favor das pautas bolsonaristas indicava sua inclinação a não apoiar o PT no Piauí.

“Ela não ia seguir orientação diferenciada. O governador Wellington Dias é gentil, é cuidadoso com isso. Mas ela mesma, uma vez conversando comigo e um amigo, dizia da relação que ela tinha com o Progressistas desde a época do PDS, do Dr. Lucídio Portella. Quando eu percebi essa postura dela no Congresso Nacional, extremamente alinhada com as propostas do Bolsonaro, ali não deixava dúvida”, concluiu o deputado petista.