INSS, Bolsa Família, Auxílio Emergencial: hoje é data importante

O INSS paga hoje o 13º e quem recebe Bolsa Família pode contestar auxílio emergencial negado até hoje

Foto: DivulgaçãoBenefícios
Benefícios

 

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começa a pagar hoje (1º) o adiantamento de 50% do valor do 13º salário para os aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo, com o número do benefício terminado entre 1 e 6.

Já os beneficiários que recebem menos de um salário mínimo começaram a receber a primeira parcela do 13º salário ainda em 25 de maio, e o período para depósitos segue até o dia 8 de junho.

A iniciativa é uma medida emergencial do governo para reduzir a crise econômica provocada pela pandemia da covid-19.

As duas parcelas do 13º salário do INSS serão antecipadas para os meses de maio e junho. O pagamento deve ocorrer nas mesmas datas dos depósitos de aposentadorias, pensões por morte e demais benefícios do órgão, conforme decreto do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

A ordem em que os beneficiários são distribuídos no calendário é definida pelo número final de benefício, sem considerar o dígito que fica após o traço. Veja o calendário completo abaixo.

Bolsa Família 

Os integrantes do Bolsa Família que tiveram o pedido do auxílio emergencial 2021 negado, em maio, poderão contestar até hoje (1º), no site da Dataprev. Segundo a instituição, cerca de 4,59 milhões de pessoas desse grupo foram consideradas inelegíveis. 

Vale lembrar que o Dataprev só deve analisar os casos que estejam dentro das regras do benefício.

Inclusive, o público do Bolsa Família não deve acumular os dois pagamentos, pois será repassado apenas a maior quantia referente a um dos benefícios. Quem teve o auxílio negado seguirá recebendo o valor habitual do programa.

Outro detalhe exclusivo deste grupo é que o depósito é efetuado na conta digital da Caixa e a autorização para o saque em dinheiro é feita sempre no mesmo dia. 

O repasse federal para contemplar este grupo de 4,59 milhões será de R$ 853 milhões. Com isso, a folha completa de pagamentos do mês de abril para o Bolsa Família soma R$ 3,8 bilhões e contempla um total de 14,6 milhões de famílias.