Pensar Piauí

Governo investe mais de R$ 31 milhões na expansão de cursos técnicos e superior

Programa Piauí Tec oferta novos cursos pela Seduc, Universidade Aberta do Piauí e Universidade Estadual do Piauí.

Foto: Reprodução/CCOMLançamento do Programa Piauí Tec
Lançamento do Programa Piauí Tec

Conectar a educação ao mercado de trabalho é uma das metas do Programa Piauí Tec, lançado nesta quinta-feira (18), pelo governador Rafael Fonteles, no Palácio de Karnak. O Programa envolve a Secretaria Estadual de Educação com cinco novos cursos, a Universidade Aberta do Piauí (UAPI) com dois novos cursos superiores e também a Universidade Estadual do Piauí (Uespi), com abertura de 4 cursos superiores.

“Alinhar a educação ao mercado faz toda a diferença. Por isso, estamos oferecendo novos cursos técnicos e tecnológicos da Secretaria de Educação, Uespi e Uapi, por meio do Programa de Fortalecimento da Educação Profissional Técnica e Tecnológica (Seduc TEC)”, disse o governador, informando que são mais de R$ 31 milhões investidos e mais de 13 mil alunos beneficiados.

Segundo Rafael Fonteles, serão disponibilizados cursos técnicos conectados com as profissões do futuro, como energias renováveis com ênfase em energia eólica, sistemas para internet, programação de jogos, ciências de dados e big data, turismo,  marketing digital  e inteligência artificial.

Durante a solenidade, o Governo também instituiu o Fórum de Estudos e Pesquisas em Educação Profissional, Técnica e Tecnológica, que reúne diversas instituições e órgãos do Governo com a finalidade de promover debates, estudos e pesquisas sobre a oferta dos cursos nessas áreas. “A educação é o nosso futuro!”, garantiu Rafael.

O governador assegurou que todas as escolas de ensino médio do Piauí serão de tempo integral e, obrigatoriamente, terão a educação profissional e técnica integrada dentro  do currículo. Assim, os alunos aprenderão uma profissão dentro do currículo do ensino médio.

De acordo com Rafael Fonteles, o Governo aposta nas grandes vocações econômicas do Piauí, como energia limpa, hidrogênio verde, turismo, agrotécnica e a tecnologia da informação, que é a indústria que mais cresce no mundo.

Definição de cursos

Na solenidade, o secretário de Educação, Washington Bandeira, destacou a importância dos cursos e a relação com o mercado, ressaltou as parcerias com a Universidade Aberta do Brasil (UAB), Uespi e Fapepi e ressaltou o papel do fórum no mapeamento de todos os cursos técnicos, fazendo um link com as vocações produtivas do estado.

“O objetivo é expandir  os cursos técnicos e tecnológicos, especialmente no ensino médio de Tempo Integral para que possamos preparar esses jovens para o mercado de trabalho e, ao mesmo tempo, vamos fortalecer a aprendizagem e a proficiência das disciplinas básicas, como Português, Matemática e outras”, ressalta Washington Bandeira.

Pelo Seduc Tec, o investimento é de R$ 4,6 milhões e atenderá 10 mil estudantes em 153 unidades de ensino. Além do curso de Desenvolvimento de Sistemas, iniciado em maio, a Seduc também vai oferecer os cursos de marketing digital, programador de jogos, turismo com ênfase no empreendedorismo e energias renováveis com ênfase em energia eólica.

De acordo com a Seduc, os diretores das unidades contempladas com este programa farão a busca ativa para que todos os estudantes já matriculados nessas escolas participem desses cursos.

Ensino superior

No ensino superior, foram lançados os cursos de tecnólogo  em energias renováveis, tecnólogo em sistemas para internet, tecnólogo em inteligência artificial e tecnólogo em ciência de dados e big datas, com um total de 320 vagas ofertadas anualmente por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU). O investimento é de R$ 5,4 milhões em infraestrutura, equipamentos e professores. E a primeira entrada será ofertada a partir do 2º semestre deste ano.

Segundo o reitor da Universidade Estadual do Piauí, Professor Evandro Alberto, a proposta desses cursos é preparar mão de obra, aproveitando o potencial do estado em energias renováveis e também na área de tecnologia.”O Piauí será um celeiro de desenvolvimento”, disse, citando que o foco é qualificar mão de obra conforme exigências do mercado.

O reitor informou ainda que na próxima semana, o governador vai anunciar pacote de investimentos na infraestrutura física da Uespi, com recursos para melhorias na modernização e aquisição de equipamentos e também com investimentos no quadro profissional. “Lançamos edital com concurso para professores e técnicos para Uespi”, diz.

Uapi

Pela Universidade Aberta do Piauí (Uapi), o Governo lançou o edital com vagas para os cursos de: tecnólogo em sistemas para internet e tecnólogo em energias renováveis, com investimento de R$ 21 milhões. Ao todo, serão disponibilizadas 3.100 vagas em 61 municípios e as aulas serão transmitidas ao vivo por mediação tecnológica.

As inscrições começam dia 25 de maio e vão até 04 de junho. O resultado da seleção será divulgado dia 11 de junho e as aulas estão previstas para o dia 28 de agosto.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS