Governador Wellington Dias anuncia pagamento antecipado do 13º salário

A medida injetará mais de R$ 200 milhões na economia já no próximo dia 21 de agosto

 
Foto: CCOMGovernador Wellington Dias e o Rafael Fonteles, Secretário de Fazenda do Piauí
Governador Wellington Dias e o Rafael Fonteles, Secretário de Fazenda do Piauí

 

O governador Wellington Dias anunciou nesta sexta-feira (07 de agosto) a antecipação do pagamento da segunda parcela do décimo terceiro salário dos servidores públicos estaduais para aquecer a economia. A medida injetará mais de R$ 200 milhões na economia do Piauí no próximo dia 21 (agosto). Essa segunda parcela do décimo terceiro salário estava prevista para ser paga apenas no dia 21 de dezembro, conforme a tabela divulgada no ano passado.

Segundo Wellington Dias, essa antecipação é possível graças às medidas administrativas adotadas e à organização financeira do Estado. "Fizemos o dever de casa. Numa situação delicada de pandemia, trabalhamos para o equilíbrio e hoje estamos colhendo frutos. A antecipação do 13° vai proporcionar a movimentação da economia somado a outras ações tem por objetivo contribuir com esse momento de retomada de atividades" afirma o Governador.  

O anúncio foi realizado durante uma coletiva realizada no Palácio de Karnak, com a presença do Secretário Estadual da Fazenda, Rafael Fonteles. “Essa medida é extremamente importante para essa retomada econômica, porque representa uma injeção de recursos para esse início de retomada das atividades do comércio e do setor de serviços. E essa medida também beneficia os próprios servidores, uma vez que podem antecipar compras e quitar eventuais dívidas”, afirma o secretário da Fazenda do Piauí. 

De acordo com Rafael Fonteles, planejamento, medidas econômico-fiscais e a organização financeira do Estado permitiram essa antecipação da segunda parcela do décimo terceiro de dezembro para esse mês de agosto. A primeira parcela do 13º salário continua sendo paga na data do aniversário do servidor.

Foto: CCOMSecretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles
Secretário de Fazenda do Piauí, Rafael Fonteles

 

Economia e organização financeira

Desde o início da pandemia, o governo teve que cortar na própria carne para poder equilibrar as finanças. “Agora é o momento da retomada das atividades econômicas, então, é importante nessa fase tanto a injeção de liquidez na economia como a retomadas das obras, por meio do Pró-Piauí II, contribuindo para gerar emprego e renda no Estado”, acrescenta Rafael Fonteles, que é o coordenador do programa no Estado.

"Quero destacar como foi importante a condução do governador nessa travessia, que ainda não findou, mas o efeitos são menores no nosso estado. A antecipação do 13° chega em muito boa hora, conte com o movimento lojista do Piauí para que possamos juntos continuarmos superando e trazendo alternativas", disse o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Sávio Normando. 

Dentre as medidas que permitiram o Estado fazer essa economia estão: a redução de 15% nos salários do primeiro escalão do governo, incluindo o subsídio do governador, secretários de estado, superintendentes e dirigentes de autarquias. O Governo também reduziu 15% da condição especial de trabalho dos servidores comissionados e ainda fez a redução de gastos com o custeio, com a implementação do Plano de Contingenciamento de Gastos. A previsão inicial era economizar R$ 200 milhões até dezembro desse ano.

Foto: CCOMxx
Anúncio na manhã desta sexta (7), no Palácio de Karnak 

 

Redes sociais

Foto: CCOMGovernador Wellington Dias
Governador Wellington Dias