Gilmar Mendes diz que Bolsonaro foi irresponsável e não protegeu brasileiros na pandemia

O decano do Supremo também criticou os ataques de Bolsonaro ao sistema eleitoral e às urnas eletrônicas

Foto: Nelson Jr./SCO/STFGilmar Mendes
Gilmar Mendes

Em discurso em homenagem aos 34 anos da Constituição de 1988, durante sessão do Supremo, o ministro Gilmar Mendes fez críticas à atuação do governo na pandemia da Covid-19.

O decano do STF declarou que, durante a crise sanitária, a corte teve que agir para cumprir a Constituição diante da "irresponsável recalcitrância" de um ente do poder público em proteger a vida de brasileiros, em referência ao governo Bolsonaro.

Gilmar Mendes também fez críticas à ditadura militar e a qualquer possibilidade de descumprimento da Constituição.

Gilmar ainda defendeu o ministro Alexandre de Moraes, presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) dos ataques que o sistema eleitoral vem sofrendo por parte de Jair Bolsonaro. 

O ocupante do Palácio do Planalto promoveu uma longa campanha para desacreditar o sistema eleitoral e as urnas eletrônicas. 

Com informações do 247

ÚLTIMAS NOTÍCIAS