Equipe de Lula conversa com ex-comandante do Exército e ex-ministro da Defesa de Bolsonaro

Aliados falaram com Edson Pujol e Fernando Azevedo e Silva durante transição; grupo deve ser definido nesta semana

Foto: Montagem Pensar PiauíEx-comandante do Exército Edson Pujol e o ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo
Ex-comandante do Exército Edson Pujol e o ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo

Durante a transição, a equipe do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem conversado com o ex-comandante do Exército Edson Pujol e o ex-ministro da Defesa Fernando Azevedo, segundo informações da Folha de S. Paulo.

Os dois estiveram no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) entre janeiro de 2019 a março de 2021. Após a demissão do então ministro da Defesa, feita pelo chefe do Executivo, logo em seguida, Pujol e os comandantes da Marinha e da Aeronáutica também pediram demissão.

De acordo com integrantes do governo de transição de Lula, há entendimento de que ambos foram importantes para manter a institucionalidade em um momento de crise e de tentativa de politização dos militares. Num movimento para mostrar respeito às instituições, a estratégia desses interlocutores é dar prioridade nas conversas com ex-dirigentes das três Forças Armadas.

Além de Pujol e Azevedo, outros nomes também foram procurados. Entre eles, o ex-comandante do Exército Enzo Peri, que esteve à frente da força de 2007 a 2014; José Carlos Nardi, ex-chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas e os ex-comandantes da Aeronáutica, Juniti Saito, e da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira.

Vale destacar também que o governo de transição enfrenta dificuldade em compor os nomes para o grupo da Defesa, diante da politização das Forças Armadas nos quatro anos de Jair Bolsonaro (PL). Diante disso, o grupo técnico da transição sobre a área de Defesa é o único que ainda não foi anunciado.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS