Detento mata esposa enforcada durante visita íntima em presídio de SP

Crime aconteceu no presídio de Mirandópolis, no interior de São Paulo. Patrícia Lopes foi enforcada com uma corda artesanal pelo marido

Foto: DivulgaçãoWellys Ribeiro teria confessado à polícia que matou Patrícia
Wellys Ribeiro teria confessado à polícia que matou Patrícia

Um detento da Penitenciária I Nestor Canoa, em Mirandópolis, no interior de São Paulo, matou a esposa enforcada durante visita íntima na tarde de domingo (13/3).

Segundo o boletim de ocorrência, Wellys Lopes Ribeiro, de 35 anos, confessou ter utilizado uma corda feita artesanalmente para enforcar a companheira, Patrícia Lopes Ribeiro, de 31.

O corpo de Patrícia ficou dentro de uma cela de 13h às 15h. O crime só foi descoberto ao fim do horário da visita. De acordo com a polícia, o próprio detento comunicou o assassinato. A mulher teve também os cabelos cortados.

À polícia, Wellys alegou ter matado a esposa por conta de uma traição. Ele está preso por tráfico de drogas e responderá por feminicídio.

Em nota, a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) afirmou que Wellys foi isolado, e que abriu um procedimento disciplinar e preliminar para averiguação dos fatos.