COE determina volta do uso obrigatório de máscara em locais fechados no Piauí

A decisão foi aprovada em reunião, na segunda-feira (13), quando foram estabelecidas outras medidas para contenção dos casos de Covid-19

Foto: DivulgaçãoSecretário de Estado da Saúde, Néris Júnior
Secretário de Estado da Saúde, Néris Júnior

O Comitê de Operações Emergenciais do Estado do Piauí (COE) deliberou pela volta da obrigatoriedade da utilização de máscaras em ambientes fechados. A decisão foi aprovada em reunião, na última segunda-feira (13), quando foram estabelecidas outras medidas para contenção dos casos de Covid-19, que vêm apresentando tendência de crescimento no Brasil.

O secretário de Estado da Saúde, Néris Júnior, disse que o decreto, com as determinações aprovadas pelo comitê, será publicado nesta terça-feira (14), no Diário Oficial do Estado. “Discutimos essas novas orientações como uma medida de contenção do avanço da Covid-19, que vem apresentando uma alta nos casos em todo o país, e ficou acordado a volta da obrigatoriedade das máscaras em locais fechados, além de outras determinações, que foram decididas na reunião”, comenta o gestor.

No encontro também ficou acordado que serão enviados testes para que os municípios possam fazer o rastreio dos casos, reforço do programa Busca Ativa nas cidades e orientações às instituições de ensino para o isolamento de alunos e profissionais contaminados com a Covid-19, evitando, assim, a propagação da doença.

“A Sesapi já liberou para o município de Teresina mais 30 mil testes, e enviaremos às demais cidades também. Vamos reforçar ainda as ações do Programa Busca Ativa nos municípios e atuar junto às escolas e universidades para que os mesmos realizem o isolamento de profissionais e alunos que estejam contaminados”, pontua o secretário.

Além das medidas deliberadas pelo comitê, o secretário Néris Júnior reforça a necessidade da população buscar os postos de saúde para tomar as vacinas contra a Covid-19. No estado, a vacina em primeira e segunda dose está liberada para toda a população acima de 5 anos de idade; a primeira dose do reforço para os indivíduos a partir de 12 anos, que receberam a segunda dose há 4 meses ou mais; e também a segunda dose do reforço para aqueles acima de 18 anos de idade, que tomaram o primeiro reforço há 4 meses ou mais.

“Nós queremos lembrar a todo momento à população do Piauí que a vacina é a principal arma para combater o vírus e suas complicações. Então, você que está com suas doses atrasadas, procure os postos de saúde e atualize a sua caderneta de vacinação, pois só assim poderemos vencer juntos a Covid-19”, reitera o gestor.