Casamento entre mulheres é realizado pela primeira vez em União-PI

No último sábado, foi celebrado o primeiro casamento homoafetivo entre duas mulheres, na cidade de União

Foto: DivulgaçãoCasamento
Casamento

Clique União - No último sábado (14/08), foi celebrado o primeiro casamento homoafetivo entre duas mulheres, na cidade de União.

Tânia Mara Passos, 28, e Rhavena Sales, 31, se tornaram as primeiras mulheres a celebrarem uma união oficial em uma noite cheia de beleza e emoção.

Juntas desde 2017, Rhavena conversou com o Clique União sobre a felicidade do momento. “Eu estava muito nervosa. Até agora, estou impactada; eu sonhava mas não imaginava em realizar; foi lindo, um sonho, estou sem palavras. As pessoas nos apoiaram, vibraram, nas redes sociais, muita gente que nem conheço. Só gratidão”, contou a noiva.

Para a, agora esposa, Tânia, Rhavena deixou uma mensagem de amor: “Na vida, eu tenho dúvida sobre muita coisa, muitas suposições também, mas que ela sem dúvida alguma, é o amor da minha vida. Que se depender de mim ela será ainda mais feliz, pois todo amor que já sentia por só aumentou mais ainda”.

Tânia Mara também demonstrou gratidão e sentimentos à sua esposa.

“Ela chegou quando eu mais precisei e não tinha dúvidas que chegou pra ficar. Ficou, e hoje somos uma só. Continuarei a amando e a respeitando, e honrarei esse amor”, disse Tânia.

Foto: DivulgaçãoMadrinhas
Madrinhas

Os convidados elogiaram cada detalhe da festa e os amigos que não estiveram presentes puderam assistir à celebração através de uma live na rede social Instagram.

“Que as pessoas não tenham medo, nem vergonha de viver o sentimento. O amor é válido e prevalece quando é verdadeiro e respeitoso”, finalizou Rhavena, deixando um recado para os leitores.

Para Tânia, o sentimento de gratidão e emoção ainda dura mesmo após o evento. “O amor quando ele é verdadeiro. Quando ele vem pra ficar, ele é suave, vc ama sem esforço, e sem medo. A vida é curta, e é tão linda… corra atrás de tudo que deseja e sonha, nada é impossível. Com isso, saberás a medida certa pra viver feliz!”, concluiu Tânia Mara.

O casamento, além da beleza dos detalhes, teve ainda, situações interessantes. Uma das madrinhas acompanhou o momento através de live; a jogadora do Benfica, Valéria Cantuário, era uma das 11 madrinhas, mas não pode estar presente pois atua fora do País, em Portugal. Ela participou da sessão de fotos da noiva, de forma virtual, no celular.

Quem também chamou atenção foi o pequeno pajem do casamento. Filho de uma das madrinhas, foi fotografado junto com as amigas em um momento único, sendo amamentado pela mãe.

A primeira união estável gay no Brasil, aconteceu em 2011, no Estado de São Paulo.
Foi então que em 14 de maio de 2013, através da Resolução 175, publicada pelo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), o casamento, de fato, homoafetivo, passou a valer no Brasil.