O governador Wellington Dias apresentou, nesta segunda-feira (20), no Palácio de Karnak, o projeto Piauí Conectado, que ganha uma nova reformulação por meio de investimentos de Parceria Público Privada (PPP). Agora a conectividade dos órgãos da administração pública do estado será ampliada e potencializada. 5 mil quilômetros de fibra ótica serão implantadas, o que proporcionará internet de qualidade para 1500 pontos de acesso em 98 cidades, com uma velocidade 100 vezes maior do que se tem hoje no estado.

O Projeto foi apresentado para entidades como o Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (SEBRAE) e instituições públicas como a Associação Piauiense de Municípios (APPM), Prefeitura de municípios e entes da iniciativa privada. “O objetivo é integrar todo o Piauí de uma forma moderna e eficiente de comunicação. Hoje, o estado conta com 2 Gb para 3,2 milhões de habitantes e agora vamos ter 41 Gb. É algo substancial e de suma importância para o Piauí”, pontuou Wellington Dias.

Ainda segundo o governador, a melhoria no transporte de dados, voz e imagem proporciona avanços tanto no setor privado, quanto no público. “Significa desenvolvimento no setor de serviços, comércio e indústria. No que diz respeito ao estado, avançaremos na saúde, com uma central de diagnóstico com laudos instantâneos, na educação, com videoconferências e salas de aula virtuais, além da segurança, com centrais de videomonitoramento e o rastreamento de equipamentos e tornozeleiras eletrônicas”, disse.

Para o secretário de Administração, Franzé Silva, o Piauí está no caminho para o desenvolvimento. “Cito um exemplo que já aconteceu comigo e que diversas pessoas passam pela mesma situação. Me hospedei em pousada de Barra Grande e na hora de fazer o pagamento a máquina não funcionou. Tive que transferir o recurso para o dono. Fica o questionamento de como seria o procedimento se o mesmo acontecesse com um turista estrangeiro. Portanto, conectividade eficiente é fundamental para o avanço em todos os setores”, atentou.

O projeto encontra-se em fase de consulta pública e a audiência pública será realizada no dia 20 de março às 09h30, no auditório da Agência de Tecnologia da Informação (ATI). “Essa etapa de consulta corresponde à análise da documentação, para que todos os interessados conheçam o edital e apresentem as suas sugestões. Já o processo licitatório terá início em março. O cronograma prevê a implantação dos primeiros pontos de internet em Teresina e no território da planície litorânea e tem prazo de execução de 3 meses”, destacou o presidente da Ati, Avelino Medeiros.

O valor total do investimento será de aproximadamente R$302 milhões. Atualmente, o estado contrata um operador de transmissão de dados e voz, que leva internet à 637 pontos de acesso, cada um com 1 Mb, em 16 municípios. Com a implementação do Piauí Conectado, a rede de fibra ótica será do próprio estado, cada ponto de acesso terá internet de 30 Mb, haverá uma redução nos custos operacionais de 36% e a população poderá usufruir da internet em 191 praças públicas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here