Educação

Piauí terá preparatórios gratuitos para vestibulares do ITA e do IME

Aulas iniciam em fevereiro de 2024 e alunos que quiserem fazer parte de uma das duas turmas terão que passar por uma seleção.


Foto: ReproduçãoPiauí terá preparatórios gratuitos para vestibulares do ITA e do IME
Piauí terá preparatórios gratuitos para vestibulares do ITA e do IME

 

O Governo do Estado do Piauí vai oferecer cursos preparatórios gratuitos para alunos do ensino médio, que desejam ingressar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) ou no Instituto Militar de Engenharia (IME), considerados os vestibulares mais difíceis do país. O anúncio foi feito pelo governador Rafael Fonteles, por meio de suas redes sociais.

“Teremos turmas especiais de preparação para os vestibulares mais difíceis do país, do ITA e IME, que possuem uma seleção rigorosa, uma prova dificílima. Queremos ver os nossos alunos da rede pública aprovados nessas instituições de ensino”, afirmou o governador, ao lado do secretário da Educação, Washington Bandeira.

Segundo Rafael Fonteles, o Governo também vai preparar os estudantes para outros vestibulares mais difíceis, como o da Fundação Getúlio Vargas, mas o foco mesmo será o ITA e o IME. A elevada concorrência nessas duas instituições se justifica pelo fato delas estarem entre as melhores no ensino de engenharia no cenário mundial.

Os alunos que quiseram fazer parte do preparatório passarão por uma avaliação inicial. As inscrições começarão em dezembro, após o lançamento do edital. A primeira fase da seleção terá provas com questões objetivas e subjetivas, a serem realizadas entre 16 e 19 de dezembro. A segunda fase terá entrevista com os aprovados e seus familiares.

Apesar do foco serem os alunos da rede estadual, estudantes da rede privada também podem participar da seleção para o pré-vestibular. Somente poderão participar alunos que irão iniciar o ensino médio, a partir de 2024. A preparação será de três anos, com carga horária estendida nas áreas que são cobradas nesses vestibulares.

Após a seleção, as matrículas nas duas turmas especiais serão em janeiro, com aulas iniciando em fevereiro. “Vale ressaltar o pagamento pelo Estado de uma ajuda de custo aos estudantes habilitados que venham do interior para residir em Teresina, já que as aulas serão na capital. Também teremos um auxílio permanência, uma bolsa incentivo para os estudantes, conforme desempenho no processo seletivo”, informou Washington Bandeira.

“Isso vai virar uma realidade para todos aqueles jovens, homens e mulheres, talentosos, que almejam entrar nessa área da engenharia, da tecnologia, nesses centros de referência do Brasil e do mundo”, concluiu Rafael Fonteles.

Com informações da Ccom

Deixe sua opinião: