Segurança Pública

Piauí já recebeu a visita de 18 estados para conhecer o protocolo Cell Guard

Nesta quinta-feira (13), a SSP-PI devolveu outros 400 celulares e recebeu a visita de membros de mais 11 estados.


Divulgação/CCOM Piauí já recebeu a visita de 18 estados para conhecer o protocolo Cell Guard
Secretário de Segurança Pública, Chico Lucas, expõe sobre criação e aplicação do protocolo Cell Guard

Nesta quinta-feira (13), o secretário de Segurança Pública, Chico Lucas, recebeu representantes de 11 estados brasileiros para conhecer o programa Cell Guard, ação implementada no Piauí para o combate do furto e roubo de celulares em todo o estado.

A comitiva desta visita era composta por membros do Distrito Federal, Bahia, Espírito Santo, Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio Grande do Norte, Pará, Tocantins, São Paulo e Paraná. Maranhão, Ceará, Amazonas, Alagoas, Rio de Janeiro, Sergipe

De acordo com o secretário, 18 entes federativos já enviaram seus representantes ao Piauí para entender como funciona o protocolo instaurado.

“Recebemos a visita de mais 11 estados, totalizando 18 estados da Federação com interesse em conhecer nosso protocolo. O Piauí está escrevendo um capítulo na história do Brasil com esse projeto, que é pioneiro e se tornou nacionalmente conhecido pela sua eficácia, tanto na apreensão dos celulares quanto no combate à criminalidade”, disse o secretário Chico Lucas.

De acordo com o superintendente de Operações Integradas, delegado Matheus Zanatta, o Piuaí já resgatou mais de 7 mil celulares e reduziu o número de roubos drasticamente. “Nos cinco primeiros meses deste ano houve uma redução de 42% de roubos de celulares no estado, em comparação com o mesmo período do ano passado e um aumento de quase 200% na retenção de celulares. Inclusive, o Ministério Público da Argentina nos procurou também para conhecer o nosso projeto”, afirmou o delegado.

Nesta quinta-feira, mais 400 celulares estavam à disposição para serem restituídos aos seus donos, na sede da SSP-PI. Em julho, outros 300 aparelhos comporão a ação.

Deixe sua opinião: