Política

Haddad anuncia os dois nomes escolhidos para a diretoria do Banco Central

Rodrigo Alves Teixeira e Paulo Picchetti serão agora sabatinados pelo Senado Federal antes de assumirem suas cadeiras


Foto: Reprodução/Poder 360Rodrigo Teixeira (esq.) e Paulo Picchetti (dir.) foram indicados pelo governo Lula (PT) para assumirem diretorias no Banco Central
Rodrigo Teixeira (esq.) e Paulo Picchetti (dir.) foram indicados pelo governo Lula (PT) para assumirem diretorias no Banco Central

 

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, anunciou nesta segunda-feira (30/10) os nomes dos dois indicados pelo governo federal para ocupar as vagas na diretoria do Banco Central. Rodrigo Alves Teixeira foi o nome escolhido para ocupar a diretoria de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta; e Paulo Picchetti para a diretoria de Assuntos Internacionais. Os dois nomes ainda precisam ser aprovados em sabatina pelo Senado Federal antes de assumirem as respectivas cadeiras no BC.

Segundo Haddad, ambos têm forte experiência em suas respectivas áreas. Picchetti é professor da Fundação Getúlio Vargas e o ministro enalteceu sua atuação frente à equipe que coordena os principais indicadores inflacionários do Brasil. Teixeira, por sua vez, esteve ao lado de Haddad no período que o ministro foi prefeito de São Paulo (2013-2016) e ocupou o cargo de secretário adjunto na Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão.

A dupla irá substituir Maurício Moura e Fernanda Guardado. Os mandatos dos dois se encerram em dezembro deste ano. A diretoria colegiada do Banco Central é formada por um presidente, Roberto Campos Neto, além de oito diretores.

O primeiro passo para a aprovação dos novos nomes será na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no Senado. Se aprovados, ambos terão que ter o crivo dos senadores também no plenário da Casa. Ainda não há datas para que as sabatinas ocorram.

Haddad afirmou que a escolha dos dois nomes, prerrogativa do presidente Lula, já havia sido comunicada ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e ao chefe da autoridade monetária, Campos Neto. “Eu fico extremamente gratificado de ter sido o mediador deste convite, com a certeza de que são pessoas com uma grande contribuição a dar para o Banco Central. [...] Eu fico feliz de pessoas com o currículo do Paulo e do Rodrigo estarem se colocando à disposição do país para oferecer o melhor de seus conhecimentos”, disse Haddad.

Picchetti atualmente é professor na Escola de Economia de São Paulo, da Fundação Getulio Vargas (FGV-EESP). Tem mestrado em Economia pela Universidade de São Paulo e doutorado em Economics pela University of Illinois. Rodrigo Alves Teixeira, por sua vez, além da passagem pela Prefeitura de São Paulo, é servidor de carreira da autoridade monetária desde 2002 e atualmente está na Casa Civil, onde exerce o cargo de secretário especial adjunto de análise governamental. Ele também é professor da PUC-SP.



Com informações do Governo Federal 

Deixe sua opinião: