Vaticano: Papa recusa reunião com secretário de Trump e condena tentativa de uso político da Igreja

O Papa Francisco já havia dito claramente que figuras políticas não são recebidas em períodos eleitorais

Foto: Brasil 247Papa Francisco e Mike Pompeo
Papa Francisco e Mike Pompeo

O papa Francisco recusou o pedido feito pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, para uma audiência e o vaticano condenou a tentativa feita por ele de tentar colocar a Igreja Católica no centro do debate das eleições presidenciais norte-americanas."Sim, ele (Mike Pompeo) pediu. Mas o papa já havia dito claramente que figuras políticas não são recebidas em períodos eleitorais. Essa é a razão”, disse o cardeal e secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin.

Recentemente, Pompeo tem apelado à "autoridade moral" da Igreja Católica para criticar um acordo entre Vaticano e Pequim para a nomeação de bispos católicos chineses. A administração de Donald Trump vem subindo o tom das críticas à China em meio à uma disputa comercial cada vez mais profunda. 

"Normalmente, quando você está preparando essas visitas entre funcionários de alto escalão, você negocia a pauta sobre o que vai falar em particular, confidencialmente. É uma das regras da diplomacia", comentou o arcebispo Paul Gallagher, ministro das Relações Exteriores do Vaticano. 

O encontro entre Parolin, Gallagher e Pompeo foi realizado nesta quinta-feira (1). 

Com informações Brasil 247