Um exemplo de fé milagrosa na cidade de José de Freitas-PI

José de Freitas completa 144 anos de emancipação política e Francisco de Assis Alves de Oliveira conta histórias da cidade

Esse é o primeiro de uma série de três artigos que serão públicos nos próximos dias, narrando fatos da História da cidade de José de Freitas-PI, dentro do mês alusivo aos 144 anos de emancipação política da cidade.

Foto: Arquivo pessoal

Teresinha Lopes de Oliveira
Teresinha Lopes de Oliveira

Por Francisco de Assis Alves de Oliveira, Historiador

O ano era 1979, a cidade era José de Freitas, por uma estrada de areia caminhava dona Teresinha Lopes de Oliveira - hoje é uma rua de piso pavimentado em calçamento. Tinha dona Teresinha saído da casa de um irmão, Antônio Domingos Lopes de Araújo, deslocando-se em direção a Maternidade Nossa Senhora do Livramento. Ela carregava no ventre uma criança, cujo sexo era desconhecido; estava ela nos dias de dar à luz.

O caminho passava ao lado da igreja de São Francisco de Assis. Ao  aproximar-se da igreja sentiu-se mal, muito mal, que somente lembrou de quando adentrou a igreja e de ter feito um pedido à São Francisco, que segundo a sua fé trata-se de um santo milagroso.

No momento de dor e sofrimento se apegou com o milagroso São Francisco de Assis, rogando que não ocorresse nada de ruim com ela e nem com a criança que carregava na barriga, ou seja; que a moça caetana não viesse ao seu encontro. O poeta Ariano Suassuna apelidou a morte de moça caetana.

Pela força da fé nada de mal aconteceu. Dona Teresinha Lopes de Oliveira, levantou-se do banco da igreja e seguiu em direção ao destino programado, a Maternidade do Hospital Nossa Senhora do Livramento, que na época funcionava aonde é hoje a secretária de saúde.

Hoje, o ano é 2022 e está dona Teresinha a completar 77 anos de idade gozando de boa saúde, apesar dos problemas relacionados ao desgaste natural da máquina humana. A criança que carregava na barriga é este mesmo que está à escrever o presente artigo, completando 43 anos, também com boa saúde. Para pagar a promessa ao santo milagroso colocou ela o meu nome de Francisco de Assis.

Como promessa é um ato de fé religiosa, pelo qual oferecemos algo a Deus ou a algum Santo, com a finalidade de obter uma graça. Por isso, para pagar a promessa ao milagroso santo católica colocou meu nome – Francisco de Assis. Segundo a fé de mamãe meu nome é consequência de um milagre. A base de pesquisa aqui adotada é a fonte oral, ou seja; transmissão oral dos fatos narrados por Teresinha Lopes de Oliveira, minha mãe