Transporte Público retorna seu funcionamento nos próximos sábados

O transporte coletivo da capital seguirá com as determinações de reforço nas viagens com aumento de até 40% horários de pico

Foto: Diário do TransporteTransporte público de Teresina
Transporte público de Teresina

 

O transporte público retornará ao seu funcionamento aos sábados pelos próximos dois finais de semana, 29 de agosto e 05 de setembro, com 70% da frota que está em circulação. Aos domingos, a circulação dos ônibus seguirá suspensa. Com a flexibilização do funcionamento das atividades econômicas estabelecida no decreto nº 20.040 pela Prefeitura de Teresina, estão autorizados a funcionar aos sábados mercados, supermercados, hipermercados, panificadoras e padarias, entre outros serviços e estabelecimentos comerciais. 

O transporte coletivo da capital seguirá com as determinações de reforço nas viagens com aumento de até 40% horários de pico. O decreto 20.027 publicado pela Prefeitura na última semana, estabelece que os ônibus só podem circular com o quantitativo de passageiros sentados. As operadoras que desrespeitarem as determinações estarão sujeitas às sanções legais previstas em contrato. 

Nos próximos sábados, 29 de agosto e 05 de setembro, estão autorizados a funcionar farmácias e drogarias; mercados, supermercados, hipermercados e congêneres; panificadoras e padarias; postos revendedores de combustíveis e o funcionamento e operação das atividades da base de combustível (terminal) e das atividades de distribuição de combustíveis; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta, gás de cozinha e água; órgãos e profissionais de comunicação; serviços e rituais religiosos; situações comprovadas de urgência e emergência. 

Aos domingos, 30 de agosto e 06 de setembro, podem funcionar farmácias e drogarias; serviços de saúde; serviços de segurança e vigilância; serviços de delivery exclusivamente para alimentação pronta, gás de cozinha e água; órgãos e profissionais de comunicação; serviços e rituais religiosos; e situações comprovadas de urgência e emergência. 

A fiscalização do cumprimento dessas medidas é de responsabilidade da Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária Municipal com o apoio da Strans, Polícias Militar e Civil e da Secretaria de Transportes (Setrans/PI).