STJ terá 2ª mulher na presidência em 33 anos

Com apenas 18% de ministras mulheres, esta será a segunda vez que a Corte elegerá uma mulher

Foto: DivulgaçãoMaria Thereza
Maria Thereza

Bnews - Atual corregedora nacional de Justiça, cargo integrante do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Maria Thereza de Assis Moura, será a próxima presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ). Com apenas 18% de ministras mulheres, esta será a segunda vez que a Corte elegerá uma mulher, em 33 anos.

As eleições no STJ devem ocorre no próximo dia 11 e, por antiguidade, Maria Thereza assumirá a vaga em substituição a Humberto Eustáquio Soares Martins, que assumiu em 2020.

Com 15 anos de atuação no STJ, Maria Thereza será a segunda mulher a ocupar a presidência do tribunal, desde 7 de abril de 1989. A primeira foi a ministra Laurita Vaz, no biênio 2016-2018.

Se o critério de antiguidade for mantido, a magistrada atuará junto a um corpo de ministros majoritariamente masculino. O tribunal é composto de, no mínimo, 33 ministros, que são nomeados pelo presidente da República entre brasileiros com mais de 35 anos e menos de 60 anos. Atualmente, entre eles, seis são mulheres.