Skatista agredido, passa de vítima a denunciado – é a Guarda Municipal de Teresina

Skatista agredido, passa de vítima a denunciado – é a Guarda Municipal de Teresina

 Foto: Arquivo pessoal

Jovem sofre agressão
Jovem sofre agressão

Jonh Brannd, skatista de Teresina, foi constrangido e agredido por Guardas municipais no terminal de ônibus do Dirceu. Era meio da tarde de sábado. Antes de ingressar no coletivo ele estava andando de skate pelo terminal enquanto aguardava o ônibus sair... as câmeras do local podem comprovar isso.

O ônibus já estava lotado quando Jonh entrou no coletivo e em seguida os agentes da Guarda Municipal também entraram agredindo o jovem, sem que o mesmo tenha sido abordado ou advertido previamente. Testemunhas relataram que a abordagem foi violenta e truculenta.

Brannd foi imobilizado por estrangulamento enquanto gritava pedindo para ser liberado. Isso foi o suficiente para os agentes afirmarem que ele estava resistindo e desacatando a autoridade. Ainda o atingiram com spray de pimenta nos olhos e no rosto.

O skatista foi levado para viatura e tentou se defender das agressões físicas de 4 Guardas Municipais armados. Na Central de Flagrante ao invés de justiça, corporativismo: o jovem foi liberado e o skate ficou retido sem que nenhuma ocorrência fosse registrado.

Jonh Brannd resolveu então procurar a Associação Teresinense de Skate e retornaram à Central de Flagrantes. Na recepção servidores, policiais, e até os advogados diziam nunca ter visto aquele jovem e que nenhuma ocorrência com skatistas ou Guarda Municipal tinha sido registrada naquela tarde. Um servidor muito convicto dizia que passou o dia no plantão e era da carceragem mas afirmava que a narrativa do jovem era fantasiosa porque ele não o reconhecia.

Com a insistência dos diretores da Associação de Skate para fazer um boletim de ocorrência por lesão corporal e pedido de requisição para exame, do nada, de dentro da delegacia, surgiram os agentes da Guarda Municipal, um delegado plantonista e mais os servidores que afirmaram minutos antes não ter visto ou sabido de nenhuma ocorrência com Guarda Municipal.

Os agentes da Guarda Municipal que já iam embora sem representar contra o jovem resolveram, então, se tornar vítimas, fazendo exame de corpo e delito alegando que Brannd os agredira.

Por fim, o jovem que fora agredido, foi denunciado, e vai responder a um inquérito policial por desacato e agressão aos guardas municipais. Em suas alegações eles afirmaram que Brannd, os ameaçou com o skate e ofendeu com xingamentos, mudando totalmente a narrativa inicial feita na recepção da Central de Flagrante.

Foto: Arquivo pessoalAs marcas da agressão
As marcas da agressão
Foto: Arquivo pessoalAs marcas da agressão (2)
As marcas da agressão (2)