Ouvir que “pessoas sã” não devem preocupar-se é de partir o coração, para quem tem compaixão

Os idosos construíram o chão que pisamos, a comida que ingerimos e os avanços que facilitam as nossas vidas

Foto: FacebookTeônia Pereira
Teônia Pereira

Por Teônia Pereira, no facebook 

A direita brasileira por muitos anos atacou a esquerda, em especial, o Partido dos Trabalhadores, nos julgando ser inferiores intelectualmente. 

Contudo, ajudou a construir e colaborou com a candidatura de Bolsonaro e seu “sucesso” eleitoral nas últimas eleições presidenciais. 

É lastimável ver a forma na qual, o Presidente da República, eleito democraticamente, trata os cidadãos brasileiros que outrora prometeu defender contra tudo e todos. 

Ouvir que “pessoas sã” não devem preocupar-se é de partir o coração, mas só para aqueles que possuem compaixão, é claro. Pois a maioria dos idosos ajudaram a construir o chão que pisamos, a comida que ingerimos e os avanços que facilitam as nossas vidas. 

Eles não merecem atenção e devemos deixá-los ao leu? Cadê a responsabilidade emocional, histórica e dentre tantas outras? Cadê o nacionalismo? 

Minha avó, que tem 73 anos, não merece mais viver? Professores universitários, em sua maioria com mais de 50 anos, devem ter suas vidas e trajetórias esquecidas? O trabalhador rural, de tanto carregar a economia deste país nas costas, não terá nenhum apoio? 

O Bolsonaro foi norte, nordeste, sul, sudeste e centro-oeste apenas quando foi conveniente?

OBS: Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do pensarpiaui.